Bagnaia vê “base sólida” e diz que Ducati vai para 2024 “com determinação de sempre”

Francesco Bagnaia sabe que a temporada 2024 promete mais equilíbrio, mas disse que a Ducati mostrou na pós-temporada de 2023 que tem uma base sólida de desenvolvimento

Aparentemente, as mudanças na moto da Ducati para a temporada 2024 da MotoGP foram muito sutis — a adição de um patrocinador ou outro na pintura —, mas isso nem de longe é problema, na opinião de Francesco Bagnaia, pelo contrário. Para o atual bicampeão da classe rainha, a fabricante italiana já mostrou que tem uma “base sólida” para continuar evoluindo ainda mais este ano.

A declaração de Pecco é corroborada pelo que a Ducati apresentou no último teste coletivo, realizado em Valência no final do ano passado. Apesar da equipe de fábrica ter ficado longe das primeiras colocações — oitavo com Enea Bastianini e 11º com Bagnaia —, Marco Bezzecchi foi terceiro com a VR46, seguido por Marc Márquez, em sua estreia com a Gresini.

Indo para sua quarta temporada com a casa de Borgo Panigale, Bagnaia se disse “muito animado” e lembrou que o teste realizado em Valência “forneceu um feedback positivo”.

“Ele nos deu uma base sólida para o trabalho de desenvolvimento para esta temporada”, salientou. “Estou ansioso para ir para a pista e continuar de onde paramos”, completou Pecco.

Francesco Bagnaia é o atual bicampeão da MotoGP (Foto: Ducati)

Novamente, o campeão vigente estampará em sua moto o #1 após desafiar a ‘maldição do número’ e defender o primeiro título no ano passado com sucesso. 2024, porém, promete ser um ano dos mais equilibrados dentro da própria Ducati, agora com Marc Márquez também defendendo a montadora.

Bagnaia reconhece que “será uma temporada desafiadora”, porém assegura que está confiante. “Estamos prontos para enfrentá-la com a determinação de sempre. Como equipe muito unida, vamos dar o nosso melhor para almejar mais uma vez o título”, concluiu.

A Ducati apresentou nesta segunda-feira (22) a Desmosedici GP24 que será usada por Bagnaia e Bastianini na MotoGP 2024 durante um evento em Madonna di Campiglio, na Itália. A pintura se manteve a mesma, com foco na tradicional cor vermelha. Na parte aerodinâmica, a equipe seguiu com diferentes asas na dianteira e na traseira, também sem grandes novidades em relação ao equipamento que terminou a temporada passada. Durante o lançamento, o chefe Gigi Dall’Igna afirmou que o foco foi no motor “porque é a parte da moto que não podemos modificar durante todo o ano”.

MotoGP volta a acelerar entre 6 e 8 de fevereiro de 2024, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.