Bagnaia celebra luta dura com Marc Márquez e brinca: “Estou 10 kg mais magro”

O piloto da Ducati destacou a dificuldade de encarar o hexacampeão em um traçado como o MotorLand e falou que a corrida teve características similares à provas da Moto2

Francesco Bagnaia e Marc Márquez travaram um maravilhoso duelo em Aragão (Vídeo: MotoGP)

Francesco Bagnaia estampou um enorme sorriso no rosto após vencer uma intensa luta com Marc Márquez no GP de Aragão deste domingo (12). O italiano destacou a dificuldade de lutar com alguém como o hexacampeão em um traçado como o MotorLand e reconheceu que tira um enorme peso dos ombros.

Dono da pole, o piloto de Torino passou todas as voltas na liderança, mas teve de resistir a sete ataques de Márquez nas últimas voltas para assegurar a primeira vitória da carreira na MotoGP.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Francesco Bagnaia conquistou a primeira vitória da carreira com uma atuação impecável (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Questionado sobre como se sentia após a corrida, Bagnaia foi direto: “Feliz”.

“Feliz. E acho que meu peso está 10 kg menor”, brincou. “Foi um grande dia para nós, para o meu time, para a Ducati e para mim, pois todas as vezes em que cheguei perto de vencer a minha primeira corrida, tinha alguma coisa faltando”, recordou.

“Vencer em um lugar como esse é incrível, pois Marc sempre é forte aqui e é uma pista que ele gosta muito, na qual a moto dele é muito ajustada. Hoje a possibilidade de vencer era maior do que outras vezes, mas a batalha foi muito dura”, frisou. “Marc tentou sete vezes ultrapassar. E todas as vezes eu tentei não deixá-lo fazer uma curva na minha frente. Só tentei ficar na frente o tempo todo. Quando vi que ele estava me ultrapassando na curva 12 e escapou da trajetória, simplesmente pensei que tinha de fazer o melhor, o máximo, nas últimas quatro curvas. Quando cruzei a linha, foi uma grande emoção. Estou muito feliz”, destacou.

Perguntado sobre a dificuldade de passar 23 voltas recebendo a informação de que tinha Marc 0s0 atrás, Bagnaia comparou com as corridas da Moto2, mas sublinhou que foi mais difícil ter o titular da Honda como adversário.

“Foi como fazer uma corrida da Moto2 na MotoGP. Sempre na frente com 0s9, 0s8, 0s7 ou algo assim, mas com o 0s0 é mais difícil, especialmente porque eu estava com Marc atrás e eu sabia que ele sempre tenta um lugar para ultrapassar onde você não está esperando. Não foi fácil”, afirmou. “Mas eu estava pensando também que ele tentaria me ultrapassar só na última parte da corrida, pois era inútil antes. O vácuo ajudou muito, já que seguir outros pilotos é melhor, mas eu só tentei imprimir o melhor ritmo possível. Não estava esperando uma ritmo forte como este, pois hoje está muito quente, mas a luta foi boa. Eu curti muito. E vencer é ainda melhor”, comemorou.

Na volta final, Marc tentou uma última cartada na curva 12, um ponto onde Pecco era muito forte. Mas o espanhol de Cervera não conseguiu se manter na linha, o que permitiu ao italiano escapar para receber a bandeirada com algum respiro.

“Eu freei tão forte lá! Quando ouvi que ele tentaria me ultrapassar lá, tinha certeza de que ele escaparia, porque era impossível ficar na linha. E assim foi”, comentou. “Mas eu estava achando que ele tentaria de novo na curva 15, então pensei que tinha de fazer as curvas 13, 14 e 15 no máximo possível, com o mesmo tempo das voltas da pole, pois sabia que seria muito difícil ultrapassar na última curva, já que eu estava freando muito forte e era muito próximo da linha. Se não fosse na 15, a chance de vencer era maior, então fizemos assim. Como eu disse, foi um dia incrível”, concluiu.

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP
# Vitória de Bagnaia em Aragão diminui vantagem de Quartararo na MotoGP

A MotoGP volta às pistas no próximo domingo (19) para o GP de San Marino e da Riviera de Rimini. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar