Mir se anima com performance do Catar e diz que Honda pode “fazer mais” em Portugal

13º colocado no GP do Catar, Joan Mir avaliou que a boa performance em uma pista que não costuma ser boa para Honda dá confiança. O espanhol reconheceu que a equipe tem trabalho a fazer, mas considerou que tem mais potencial em Portimão

A Honda não vive um momento fácil na MotoGP, mas Joan Mir saiu do GP do Catar confiante. 13º na corrida em Lusail, o espanhol entende que a performance em um traçado que não costuma ser bom para a RC213V é um bom indício no campeonato.

Às vésperas do GP de Portugal, Joan avaliou que é possível “fazer mais” em Portimão, mesmo que reconheça que a equipe ainda tem muito trabalho pela frente.

Relacionadas


“Estou ansioso pra voltar à moto e continuar o trabalho que começamos no Catar”, disse Mir. “Temos muito trabalho a fazer, mas, depois de começarmos bem em uma pista que não é a melhor para nós, estou confiante de que podemos fazer mais em Portugal”, seguiu.

“É uma pista que eu curto e acho que temos mais potencial”, avaliou. “Estou pronto para trabalhar, pronto para progredir e pronto para ter outro fim de semana positivo com a Honda RC213V”, concluiu.

Joan Mir saiu do GP do Catar confiante no potencial da Honda (Foto: Repsol)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

MotoGP volta a acelerar entre os dias 22 e 24 de março, em Portimão, em Portugal, com a segunda etapa do campeonato de 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.