Lorenzo ignora pista molhada e crava tempo mais rápido no primeiro dia da bateria final de testes em Jerez

Jorge Lorenzo foi o mais rápido no primeiro dia da bateria final de testes da MotoGP em Jerez de la Frontera neste sábado (23). O dia no sul da Espanha foi marcado por fortes chuvas

Jorge Lorenzo foi quem surgiu forte no primeiro dia da última fase de testes da MotoGP antes do início do campeonato. O espanhol da Yamaha ignorou a pista molhada e cravou a melhor passagem do dia em Jerez de la Frontera, neste sábado (23). 1s051 mais rápido, o atual campeão superou da dupla da Honda, Dani Pedrosa e Marc Márquez, que completaram o dia em segundo e terceiro, respectivamente.

As imagens do primeiro dia de treinos coletivos em Jerez

Jorge Lorenzo lidera treinos com chuva em Jerez (Foto: Getty Images)

O novato Andre Iannone foi a surpresa das atividades. O piloto colocou a Ducati da Pramac na quarta colocação, à frente do piloto de testes da marca italiana Michele Pirro, que fechou o top-10. Valentino Rossi obteve o sexto melhor tempo do dia.

Confira como foi o primeiro dia de treinos coletivos em Jerez neste sábado

A chuva foi a grande protagonista do primeiro dia da última bateria de testes de pré-temporada da MotoGP, em Jerez de la Frontera, neste sábado (23). O dia começou com nuvens escuras no céu e temperaturas baixas, por isso não tardou para a chuva aparecer logo nos primeiros minutos das atividades e veio com força, o que atrasou e prejudicou as atividades das equipes e pilotos.

A primeira parte da sessão foi praticamente inútil. Com a chuva intermitente durante a manhã, os competidores não tiveram em nenhum momento pista seca e nem totalmente molhada. Além disso, o fato de terem apenas quatro jogos de pneus de chuva disponíveis apenas serviu para limitar as atividades para os pilotos. Após quatro horas de jornada, Dani Pedrosa liderava, mas apenas nove pilotos haviam se arriscado a registrar tempo.

À tarde, as condições melhoraram um pouco, e a pista ficou mais movimentada. E foi no período vespertino que Jorge Lorenzo alcançou o topo da tabela ao virar 1min47s423 na 24ª de suas 39 voltas pelo circuito andaluz. E ninguém mais conseguiu andar no ritmo do atual campeão. O rival mais próximo ficou sendo mesmo o de sempre: Pedrosa. Depois de 30 giros, o catalão terminou o dia com a marca de 1min48s474 e o segundo lugar, a 1s051 de Lorenzo.

A terceira posição na folha de tempos ficou com o outro piloto da Honda. Marc Márquez, que foi à pista somente à tarde, andou no mesmo ritmo do colega de time e fechou a sessão apenas 0s050 atrás de Pedrosa. Um pouco mais longe, mas também na casa de 1min48s apareceu Andrea Iannone. O estreante provou que a Ducati ainda tem grande performance com chuva e colocou a moto italiana na quarta posição, logo à frente de outro modelo de Bologna. Michele Pirro, piloto de testes da marca, conquistou o quinto melhor registro em um dia dedicado à avaliação de novas peças.

Também trabalhando somente à tarde, Valentino Rossi andou 36 voltas e cravou na melhor delas 1min49s443, 2s020 pior que o colega de equipe. A primeira Ducati de fábrica surgiu com Nicky Hayden, com o tempo de 1min49s643. Pouco atrás, Cal Crutchlow colocou a Yamaha da Tech3 em oitavo, logo à frente de Stefan Bradl, que sofreu uma forte queda na parte final da sessão, mas saiu ileso. Andrea Dovizioso, que chegou a liderar a tabela de tempos no início do dia, completou os trabalhos em décimo.

A melhor CRT foi a de Yonny Hernández. E o piloto que mais rodou em Jerez hoje, apesar das condições instáveis, foi Hiroshi Aoyama, com 56 giros. O japonês da Avintia terminou apenas no 18° lugar. Os testes continuam neste domingo, mas a previsão do tempo não está das melhores e a chance de chuva é grande. O primeiro GP do ano na MotoGP está marcado para 7 de abril, com a corrida noturna do Catar.

MotoGP, Jerez de la Frontera, Treino coletivos, dia 1:

1 Jorge LORENZO ESP Yamaha   1:47.423  
2 Daniel PEDROSA ESP Honda   1:48.474 +1.051
3 Marc MÁRQUEZ ESP Honda   1:48.524 +1.101
4 Andrea IANNONE ITA Pramac Ducati   1:48.984 +1.561
5 Michele PIRRO FRA Ducati   1:49.292 +1.869
6 Valentinto ROSSI ITA Yamaha   1:49.443 +2.020
7 Nicky HAYDEN EUA Ducati   1:49.643 +2.220
8 Cal CRUTCHLOW ING Tech 3 Yamaha   1:49.692 +2.269
9 Stefan BRADL ALE LCR Honda   1:49.790 +2.367
10 Andrea DOVIZIOSO ITA Ducati   1:50.266 +2.843
11 Ben SPIES EUA Pramac Ducati   1:50.957 +3.534
12 Yonny HERNANDEZ COL Paul Bird   1:51.269 +3.846
13 Álvaro BAUTISTA ESP Gresini Honda   1:51.277 +3.854
14 Karel ABRAHAM TCH AB   1:51.333 +3.910
15 Claudio CORTI ITA Forward   1:52.034 +4.611
16 Bradley SMITH ING Tech 3 Yamaha   1:52.047 +4.624
17 Danilo PETRUCCI ITA Ioda   1:52.180 +4.757
18 Héctor BARBERÁ ESP Avintia   1:52.291 +4.868
19 Hiroshi AOYAMA JAP Avintia   1:52.676 +5.253
20 Colin EDWARDS EUA Forward   1:53.992 +6.569
21 Bryan STARING AUS Gresini Honda   1:56.119 +8.696
22 Lukas PESEK TCH Ioda   1:56.413 +8.990
23 Michael LAVERTY ING Paul Bird   1:56.931 +9.508

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube