MotoGP

Lorenzo lista rivais “difíceis de bater” e admite: “Não sei se estarei pronto para lutar pelo título em 2019”

Às vésperas da estreia pela Honda, Jorge Lorenzo admitiu que não sabe se estará pronto para disputar o título da MotoGP já em 2019. O #99 considerou a experiência dos rivais com suas motos atuais e avaliou que o número menor de testes pode dificultar sua adaptação à RC213V

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Jorge Lorenzo admitiu que não sabe se poderá brigar pelo título da MotoGP já em 2019. O espanhol citou a experiência dos rivais e ressaltou que o menor número de testes pode atrapalhar sua adaptação à RC213V.
 
Depois de duas temporadas com a Ducati, Lorenzo vai debutar com a Honda em 2019, assumindo a vaga que era ocupada por Dani Pedrosa desde 2003. Apesar de já ter mostrado evolução a bordo do protótipo da asa dourada, o #99 segue cauteloso em relação ao seu desempenho.
Jorge Lorenzo admitiu que não sabe se poderá brigar pelo título em 2019 (Foto: Markus Berger/Red Bull Content Pool)
“Não sei se estarei pronto para lutar pelo título desde a primeira temporada na Honda”, admitiu Lorenzo. “Com certeza, vou tentar ser o mais preparado para a primeira corrida no Catar, mas não é simples assim, e ainda mais agora, que só temos três ou quatro testes antes do início da temporada”, seguiu.
 
“Você tem de lutar contra Marc Márquez, que é um piloto muito bom e que estará no sexto ou sétimo ano com a mesma moto. É muito complicado. E não só ele. Tenho de lutar com Andrea Dovizioso, que está no sétimo ano com a Ducati, e Valentino Rossi, que tem mais de dez anos com a Yamaha”, listou. “Então têm muitos pilotos com muita experiência com suas próprias motos que serão muito difíceis de bater. Não sei se estarei pronto”, concluiu.