Lorenzo opta pelo conservadorismo em Motegi e Pedrosa triunfa pela quinta vez na temporada

Jorge Lorenzo não se esforçou para tirar Daniel Pedrosa da ponta e assistiu de camarote ao quinto triunfo do rival da Honda na temporada. Álvaro Bautista conquista mais um pódio

► Confira a classificação da MotoGP após o GP do Japão
►Veja as melhores imagens deste domingo de Mundial de Motovelocidade em Motegi

A MotoGP precisa desesperadamente de um choque de emoção. Depois das ótimas provas da Moto3 e da Moto2, a classe rainha não teve o mesmo brilho e foi decidida na 12ª volta deste domingo (14), quando Daniel Pedrosa conseguiu passar Jorge Lorenzo e assumir a ponta.

Ciente de que as vitórias do rival pouco afetarão sua situação no Mundial, o piloto da Yamaha optou pelo conservadorismo e se acomodou na segunda colocação, permitindo que Dani abrisse cada vez mais na ponta e cruzasse a linha de chegada com 4s275 de vantagem.

 

Pedrosa tirou mais cinco pontos de Lorenzo na luta pelo Mundial (Foto: MotoGP)

Com as duas primeiras posições facilmente definidas, a grande atração da prova foi a disputa entre Álvaro Bautista e Cal Crutchlow pelo terceiro lugar. A dupla travou um bom duelo, mas a M1 da Tech 3 deixou o britânico na mão nos metros finais e ele não conseguiu cruzar a linha de chegada.

Com o abandono de Crutchlow, Andrea Dovizioso herdou a quarta posição, seguido por Casey Stoner, que deixou a moto visivelmente incomodado com a condição de seu tornozelo direito.

Stefan Bradl foi o sexto, seguido por Valentino Rossi, que correu isolado na maior parte da prova. Nicky Hayden e Katsuyuki Nakasuga também brigaram pela oitava posição, mas o piloto da Ducati levou a melhor ao cruzar a linha de chegada 0s070 à frente do wild-card. Héctor Barberá completa o top-10.

Entre os CRT, o melhor colocado foi Aleix Espargaró. O espanhol da Aspar ficou com o 12º posto, à frente de Colin Edwards e James Ellison.

Com o resultado, Dani chegou aos 282 pontos e agora tem 28 a menos que Lorenzo faltando três provas para o fim do Mundial. Stoner segue em terceiro, com Dovizioso ocupando a quarta colocação.

 

Saiba como foi a corrida deste domingo:
 
Lorenzo saiu bem, assim como Pedrosa, que colocou por dentro e tentou passar na curva 1. O espanhol da Yamaha conseguiu manter a frente, seguido por Pedrosa e Spies, que passou Crutchlow. Stoner vinha em quinto, à frente de Bautista e Dovizioso.
 
Ainda na primeira volta, De Puniet fechou seu caótico fim de semana com chave de ouro e abandonou após mais uma queda, desta vez na curva 10. No giro seguinte, Spies escapou da pista e deixou a prova.
 
Na ponta, Lorenzo tentava escapar, mas Pedrosa conseguia acompanhar o ritmo da M1. Com Ben fora, Casey passou a pressionar Cal pelo terceiro lugar. O australiano abriu demais e acabou perdendo a posição para Bautista, que vinha logo atrás.
 
Com uma boa briga pela liderança, Lorenzo e Pedrosa se isolaram na ponta, abrindo mais de 2s para Crutchlow, que vinha em terceiro. Mais atrás Stoner tentava passar Bautista para recuperar a quarta posição. Bradl era o sexto, seguido por Dovizioso, Rossi e Hayden.
 
Faltando 15 voltas para o fim, Dovi conseguiu passar Bradl e assumiu o sexto posto.
 
No giro seguinte, Pedrosa passou a atacar Lorenzo de forma mais incisiva, mas o piloto da Yamaha conseguiu se defender. Na sequência, Dani mudou a trajetória na curva cinco e assumiu a ponta em Motegi. 
 
Uma vez na ponta, Pedrosa abriu 1s198 de vantagem para Lorenzo. Enquanto isso, Bautista conseguiu chegar em Crutchlow e já lutava com o britânico pelo terceiro posto.
Lorenzo optou por fim de prova bastante conservador (Foto: MotoGP)
Faltando oito voltas para o fim, Dovizioso assumiu o quinto lugar ao passar Stoner. 
 
Dois giros mais tarde, Nakasuga pressionava Hayden pela nona colocação. Na ponta, Lorenzo parecia bem conformado com o segundo posto e não mostrava reação a liderança de Pedrosa. Bautista que, enfim passou Crutchlow, vinha em terceiro. Cal insistiu, colocou por dentro e recuperou a frente. Bautista reagiu e passou outra vez.
 
Brigando com Álvaro, Cal teve problemas com a M1 e reduziu bastante o ritmo na parte final da prova, abandonando a disputa. Pedrosa confirmou a vitória, com Lorenzo em segundo e Bautista em terceiro.

MotoGP, GP do Japão, Motegi, Final:

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube