Marc Márquez cita recuperação difícil do ombro direito: “Não levantava um copo”

Marc Márquez começou a mostrar otimismo com a recuperação de seu ombro direito. Apesar de reconhecer que o processo tem sido mais difícil do que quando operou o ombro esquerdo, crê que vai chegar em forma para os testes na Malásia

Marc Márquez segue na recuperação da operação que fez em seu ombro direito. Apesar de ver um processo um pouco mais difícil do que a do último ano, o espanhol se mostrou otimista com sua forma física para os primeiros treinos na Malásia.
 
O oito vezes campeão do Mundial de Motovelocidade passou por um procedimento cirúrgico para tratar uma lesão em seu ombro direito. No início, o titular da Honda chegou a apontar como a recuperação estava mais lenta do que o esperado.
 
Entretanto, quase dois meses após passar pela sala de cirurgia, já mostrou mais otimismo com sua forma, apesar de reconhecer a dificuldade de todo o processo enfrentado. “Estou em plena recuperação, uma operação que parecia algo mais simples que a do ano passado”, falou.
Marc Márquez (Foto: Reprodução)

“Mas já me avisaram que o tempo de recuperação seria similar, por isso o tempo passou e priorizei outros eventos e aparições com patrocinadores. Está sendo mais complexa, com mais dificuldade, no ano passado cheguei pronto para os primeiros testes e acredito que desta vez vai ser parecido”, seguiu.
 

“Antes não estava otimista, mas agora faço algumas horas de reabilitação pela manhã, mais algumas pela tarde, combinado com outros treinos, muito focado com meu corpo e o objetivo de chegar o melhor possível ao teste da Malásia sem esquecer que a primeira corrida do Catar é em março”, continuou.
 
Márquez ainda apontou que estava quase sem força no braço, mas que tem começado a retomá-la aos poucos. “A recuperação não tem sido mais intensa que em 2018, talvez até menos dolorosa, mas mais difícil. Os médicos me avisaram que quando se abre o ombro, há nervos e músculos que às vezes tocam uns nos outros”, explicou.
 
“No ano passado, me afetaram alguns que não eram importantes para a força, mas este ano foram outros de estabilidade do ombro e é o que mais estou trabalhando agora. Até duas semanas atrás tinha força zero, sofria para levantar um copo de água, mas agora os nervos começaram a se ativar e os músculos também”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube