Marc Márquez ironiza falta de punição aos pilotos por infração da Yamaha: “Tenso”

Apesar de a Yamaha ter perdido pontos nos Mundiais de Construtores e Equipes, o piloto da Honda questionou o fato de a pontuação de Fabio Quartararo, Maverick Viñales e Franco Morbidelli no GP da Espanha ter sido preservada

Marc Márquez pode estar afastado da MotoGP, mas nem por isso deixa de estar atento ao que acontece no paddock. Ainda se recuperando da fratura no braço direito sofrida na abertura do campeonato 2020, o espanhol ironizou o fato de que os pilotos escaparam ilesos da infração cometida pela Yamaha no GP da Espanha.

Na quinta-feira (5), a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) anunciou a remoção de 50 pontos da Yamaha no Mundial de Construtores, 20 no Mundial de Equipes e outros 37 da pontuação da satélite SRT por uma irregularidade com o motor da YZR-M1. A pontuação dos pilotos, contudo, não foi modificada.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

A punição à casa de Iwata é resultado de uma infração ao Artigo 3.5.5 do regulamento do Mundial, uma vez que a Yamaha desrespeitou o protocolo que obriga a obtenção de aprovação unânime da MSMA (Associação das Fábricas de Motocicletas Esportivas) para fazer mudanças no motor.

A entidade máxima do esporte não deu detalhes sobre o caso, mas, de acordo com o jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’, a Yamaha usou válvulas nos motores da abertura do campeonato incompatíveis com o propulsor homologado no início da temporada. Os pontos deduzidos da Yamaha são compatíveis ao resultado obtido pelo time em Jerez 1, mas a conta da SRT vai um ponto além, o que sugere que também foi contabilizado o ponto somado por Franco Morbidelli no GP da Áustria, quando o ítalo-brasileiro usou o motor da primeira corrida nos treinos e na classificação, mas não na corrida.

Pelo Twitter, Márquez questionou o fato de os pilotos terem passado ilesos de punições.

“Agora parece que os pilotos não se beneficiam das vantagens mecânicas”, escreveu. “Tenso”, ironizou.

Por conta da punição, a Yamaha não só perdeu a chance de fechar o Mundial de Construtores já neste fim de semana, como também caiu para a terceira colocação, atrás de Ducati e Suzuki. No Mundial de Equipes, apesar das subtrações, SRT e Yamaha seguem na segunda e na quarta colocações, respectivamente.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Europa, antepenúltima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

LEIA TAMBÉM
Mir lidera MotoGP com menor pontuação após 11 corridas em 27 anos

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube