Misano anuncia liberação de 30 mil pessoas nas arquibancadas em rodada dupla

Os GPs de San Marino e Emilia-Romanha serão as duas primeiras etapas do calendário a receber fãs no autódromo

A MotoGP trabalha para, enfim, receber o público em 2020. Os GPs de San Marino e Riviera de Rimini e da Emilia-Romanha conseguiram aprovação do governo da região do circuito de Misano para receberem até 30 mil pessoas cada, durante os três dias de atividades na pista. As disputas acontecem em setembro, nos dias 13 e 20, respectivamente.

Até o momento, por conta da pandemia do coronavírus, as três primeiras etapas da classe rainha e as quatro da Moto2 e Moto3, aconteceram com autódromos vazios. Na Áustria, palco das duas próximas corridas do Mundial de Motovelocidade, também não será permitido público.

Mas apesar de as normas de distanciamento social ainda estarem bastante rígidas em toda a Europa, a região de Emilia-Romanha forneceu a Misano a permissão de abrir os portões para espectadores. Serão liberados 10 mil em cada um dos três dias de atividades, totalizando 30 mil por fim de semana e 60 mil como um todo. A região teve 30.248 casos confirmados da Covid-19, 18.258 curados e 4.298 mortes.

Para garantir a segurança de todos durante as corridas, protocolos têm sido estabelecidos para evitar aglomerações e interações de grandes grupos, incluindo estacionamentos determinados para as respectivas arquibancadas e proibição de passeios pelo circuito.

“É uma decisão que nos anima, os promotores do território dizem em uníssimo, pois sob condições específicas também representam luz verde para a retomada do mundo esportivo em frente aos fãs”, informou a administração do autódromo em comunicado.

“Em um mês, estaremos prontos para receber 10 mil fãs que poderão entrar no Circuito de Marco Simoncelli todos os dias, garantindo a possibilidade de 60 mil assistindo ao show ao vivo nos dois fins de semana”, seguiu.

“Um muito obrigado à região de Emilia-Romanha e ao presidente [Stefano] Bonaccini por ter nos escutado e ter avaliado com cuidado nosso projeto. Claro, não são os 160 mil em um único fim de semana como no ano passado, mas hoje temos a oportunidade que até algumas semanas atrás, parecia impossível ou muito complicada de garantir”, continuou.

“Também vai ser um apoio para a indústria do turismo, que pode adicionar um evento que, não se deve esquecer, com a ‘caravana’ da MotoGP garante pelo menos mais 3 mil pessoas envolvidas na organização e assistência às equipes e que permanecerão na Riviera. Adicionado a isso é a poderosa mensagem que vai alcançar o mundo todo”, completou.

Nesta semana, a Dorna, promotora do Mundial, anunciou a 14ª etapa do calendário da temporada 2020. Algarve, em Portugal, recebe a última corrida do ano, logo após o GP de Valência, em 22 de novembro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube