MotoGP confirma volta do GP de Portugal para fechar temporada 2020

Depois de fazer algum suspense, a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) anunciou o GP de Portugal como última etapa deste ano. Prova está marcada para 22 de novembro

Portugal está de volta ao calendário do Mundial de Motovelocidade. A FIM (Federação Internacional de Motociclismo) anunciou nesta segunda-feira (10) que o Autódromo Internacional do Algarve vai receber a última etapa da temporada 2020. A pista de Portimão era reserva da MotoGP desde 2017.

O calendário deste ano sofreu uma série de modificações em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Inicialmente, estavam previstas 13 etapas ― 14 para Moto3 e Moto2, que correram o GP do Catar ―, com pendências em relação às corridas de Austin, Argentina, Tailândia e Malásia. Com o cancelamento de todos esses GPs, a organização optou por introduzir mais uma etapa, também na Europa, em 22 de novembro.

Mundial de Superbike correu em Portimão no fim de semana (Foto: Ducati)

Portugal deixou o calendário da MotoGP em 2012, depois de 13 corridas no Estoril. A volta, porém, já era especulada, não só pela presença de Miguel Oliveira na MotoGP, mas também pelo apoio do presidente da FIM, o português Jorge Viegas.

“É uma grande conquista para o nosso time finalmente ter a MotoGP na nossa pista!”, comemorou Paulo Pinheiro, diretor-executivo do circuito. “A MotoGP é o pináculo do esporte a motor em duas rodas e estamos empolgados em recebê-la”, comentou.

“Foi um longo processo com a Dorna. Temos um acordo desde 2017 e, finalmente, todo o trabalho duro foi recompensado. Além disso, ter Miguel Oliveira no grid da MotoGP podendo lutar por pódios será um ingrediente a mais para esta corrida. E tomara que o campeonato seja decidido aqui”, torceu Pinheiro. “Estamos trabalhando para ter os fãs na nossa corrida, e vamos começar com a capacidade de 30 mil fãs para o fim de semana. Aí vamos decidir com a Dorna e as autoridades sanitárias sobre os próximos passos. Não podemos dizer o quão felizes estamos em receber essa corrida”, completou.

Diretor-executivo da Dorna, Carmelo Ezpeleta lembrou o histórico de Portugal no esporte e comentou que a presença de Miguel no grid será um atrativo a mais para a corrida.

“É uma grande notícia para nós. Em 2017, assinamos um acordo para que Portimão fosse um circuito reserva para o caso de qualquer cancelamento, e temos mantido contato com eles durante todo esse tempo. Estivemos em Portimão com o Mundial de Superbike e acreditamos que é uma oportunidade incrível para nós. E também concordamos que a pista será recapeada após a etapa da Superbike. Quando dissemos isso aos pilotos, eles ficaram empolgados, porque viram a pista pela TV, mas nunca estiveram lá”, contou Ezpeleta. “Portugal tem uma longa história no nosso esporte e tiveram algumas batalhas históricas em Estoril. É muito bom para nós termos a possibilidade de voltar a Portugal, especialmente com Miguel Oliveira participando, já que é ótimo ter um português podendo competir em seu próprio país. Estamos extremamente felizes por correr em Portimão no fim do ano”, completou.

O presidente da FIM também comemorou a volta do país ao calendário do certame organizado pela espanhola Dorna e agradeceu o empenho dos envolvidos.

“Estou muito orgulhoso de que a MotoGP vá voltar ao meu país oito anos após o último GP, que aconteceu no circuito do Estoril em maio de 2012. Gostaria de agradecer a Dorna, o Autódromo Internacional do Algarve e a Federação de Motociclismo de Portugal por terem conseguido atender as condições necessárias para organizar a final do Mundial de Motovelocidade de 2020 em Portugal”, encerrou.

Além da MotoGP, Portimão também vai receber uma etapa da Fórmula 1 neste ano. O GP português está agendado para 25 de outubro.

No fim de semana, Oliveira já tinha falado com animação da possibilidade de Portugal voltar ao calendário. O piloto da KTM Tech3 considerou que o país merecia a chance também por ter feito um bom trabalho no controle da pandemia do novo coronavírus.

Paddockast #73 | A maratona da Fórmula E em Berlim
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube