Oliveira ressalta pandemia controlada e diz que Portugal merece etapa da MotoGP

Único português do grid, Miguel Oliveira torce pelo anúncio da volta do Mundial de Motovelocidade a Portugal pela primeira vez desde 2012

LEIA TAMBÉM
Máscaras, marmitas, distância e confinamento: a nova rotina da pandemia na MotoGP

Le jour de gloire est arrivé!: Quartararo reescreve história da França na MotoGP

Miguel Oliveira não esconde a torcida pela volta de Portugal ao calendário da MotoGP. A expectativa é de que Portimão seja confirmado como palco do último GP da temporada 2020 após o cancelamento das etapas de Argentina, Malásia e Tailândia.

Na semana passada, a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) anunciou que as três etapas ainda pendentes não serão realizadas neste ano, mas confirmou a introdução de uma prova extra na Europa para levar o calendário a um total de 14 etapas ― 15 para Moto3 e Moto2, que correram no Catar no início do ano passado. O local desta corrida, porém, será anunciado apenas no dia 10.

A expectativa é pela entrada de Portimão na programação. O traçado do Algarve nunca recebeu a MotoGP, mas acolhe o Mundial de Superbike e, em 2020, também contará com uma etapa da Fórmula 1 em 25 de outubro.

Miguel Oliveira faz sua segunda temporada na MotoGP (Foto: KTM)

“É, obviamente, uma grande razão para eu ficar feliz. Estou realmente cruzando os dedos para que tenhamos a confirmação em breve”, disse Oliveira.

Além de ser o único português no grid, Miguel também elogiou a resposta do país a pandemia do novo coronavírus. De acordo com o relatório divulgado na quinta-feira (6) pela OMS (Organização Mundial da Saúde), Portugal soma 51.848 casos de Covid-19, sendo 167 novos, e tem 1.740 mortes, uma nas últimas 24 horas.

“Acho que Portugal merece, não só por ter um piloto português ― que sou eu ―, mas também pelo fato de termos lidado tão bem com a situação da Covid-19”, comentou. “A taxa de disseminação do vírus em Portugal é uma das menores da Europa, então todos os ingredientes estão lá para que tenhamos a corrida”, defendeu.

“Nós já teremos a corrida da Fórmula 1 lá, então acho que é um bom exemplo em termos de esporte. Portugal está pronto para receber uma grande corrida como esta”, assegurou.

Portugal recebeu o Mundial de Motovelocidade pela última vez em 2012, no circuito do Estoril. Valentino Rossi foi quem mais vezes venceu no traçado, com cinco triunfos.

“Também acho que todos têm boas memórias de Portugal por todos os anos que corremos em Estoril”, comentou. “Para mim, estar na MotoGP e correr diante da minha torcida será, com certeza, uma sensação incrível. É uma coisa realmente especial que acho que alguns italianos e espanhóis entendem”, indicou.

“Então espero que tenhamos a confirmação para ter um impulso extra e motivação para ir bem nessa corrida em particular”, falou.

Miguel, aliás, confirmou que em 2021 contará com toda a equipe técnica que hoje está com Pol Espargaró, que vai para a Honda. O português vai subir para a KTM e será substituído na Tech3 por Danilo Petrucci.

“Não sei se posso falar, mas não acho que seja um segredo. Vou, basicamente, manter a equipe do Pol do meu lado da garagem”, completou.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Tchéquia, quarta etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Paddockast #73 | A maratona da Fórmula E em Berlim
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube