MotoGP limita atualizações aerodinâmicas na próxima temporada para conter custos e torna airbags compulsórios em 2018

A MotoGP anunciou nesta terça-feira (18) que vai limitar o número de atualizações aerodinâmicas feitas ao longo do ano na próxima temporada para conter os custos. Além disso, a Comissão de GP tornou os airbags compulsórios a partir de 2018

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A MotoGP anunciou nesta terça-feira (18) mais uma mudança no regulamento aerodinâmico do Mundial. Depois de determinar o fim das asas, o certame passa a limitar a evolução aerodinâmica em 2017.
 
No Japão, a Comissão de GP, que é formada por Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial, Ignacio Verneda, diretor-executivo da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), Hervé Poncharal, da IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida) e Takanao Tsubouchi, da MSMA (Associação das Fábricas de Motocicletas Esportivas), junto com Javier Alonso, também da Dorna, e Mike Trimby, da IRTA, decidiu limitar o número de atualizações aerodinâmicas ao longo do ano para conter os custos do esporte.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

A MotoGP terá limitações sobre a aerodinâmica na temporada 2017 (Foto: Yamaha)
“No interesse de conter os custos, haverá um número limitado de atualizações que uma fábrica pode fazer no design da carenagem e do para-lama dianteiro durante a temporada”, disse a FIM em um comunicado à imprensa. “Os designs iniciais serão homologados pelo diretor-técnico no primeiro evento da temporada”, seguiu.
 
“Depois, só uma atualização da carenagem e uma atualização do para-lama dianteiro é permitida por temporada”, anunciou. “A restrição será aplicada ‘por piloto’ e não por fabricante”, completou.
 
Além disso, a Comissão de GP também tornou compulsório o uso de airbags em todos os trajes a partir da temporada 2018. 
 
Também, a FIM iniciou uma busca por interessados em fornecer a ECU da Moto2 entre as temporadas 2019-2021.
 
Em Motegi, a Comissão de GP também confirmou que a Liqui-Moly seguirá como fornecedora de óleo de Moto3 e Moto3 entre 2018 e 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube