Pedrosa conquista pole em Indy. Stoner e Hayden sofrem quedas fortes e são levados ao centro médico

Daniel Pedrosa conquistou a pole-position para o GP de Indianápolis de MotoGP. Casey Stoner sofreu uma forte queda no início do treino e rompeu o ligamento do tornozelo direito. Ben Spies e Nicky Hayden também tiveram fortes acidentes

Assim como aconteceu na classificação da Moto3, o treino que definiu o grid de largada para o GP de Indianápolis de MotoGP foi marcado por fortes quedas e duas interrupções com bandeira vermelha. Casey Stoner, Ben Spies e Nicky Hayden sofreram violentas quedas na curva 13 neste sábado (18), com o australiano levando a pior e rompendo o ligamento no tornozelo direito.

O piloto da Ducati escapou de lesões sérias, mas será submetido a uma bateria de exames já que ficou inconsciente após a queda. Spies não se feriu e conseguiu voltar ao treino.
 

Pedrosa garantiu a pole com direito a recorde em Indy (Foto: MotoGP)


Daniel Pedrosa escapou dos acidentes e conseguiu garantir a pole-position para a etapa norte-americana. Nos minutos finais da sessão, o espanhol ainda bateu o recorde do circuito ao cravar 1min38s813. Jorge Lorenzo ainda tentou superar o conterrâneo em seu último giro, mas perdeu muito tempo no terceiro setor e confirmou a segunda posição. Andrea Dovizioso completa a primeira fila.

Spies sai em quarto, seguido por Bradl, Stoner e Cal Crutchlow. Hayden ficou com o oitavo lugar, com Álvaro Bautista em nono e Randy De Puniet surpreendendo e garantindo a posição à frente de Valentino Rossi.

Saiba como foi o treino classificatório da MotoGP:

Lorenzo começou na ponta, mas logo foi batido por Stoner. Bradl, confirmando o bom momento, passou à frente com 1min40s310. Não demorou, Casey reagiu e recuperou a ponta, seguido por Pedrosa. Spies também foi mais rápido e se instalou entre a dupla da HRC.

Com menos de dez minutos de sessão, o bicampeão foi arremessado da RC213V na curva 13 de Indy e sofreu uma forte queda. O australiano pediu a ajuda dos comissários para deixar a pista e foi levado ao centro médico reclamando de dores no tornozelo direito.

Hayden conseguiu ser mais veloz e assumiu o terceiro posto, à frente de Bradl, Pedrosa, Lorenzo, Bautista, Rossi, Aleix Espargaró e Dovizioso. Em seguida, Spies cravou 1min39s446 e assumiu a pole provisória.

Com 48 minutos para o fim, o treino foi interrompido com bandeira vermelha por conta de pedaços da moto de Stoner que ficaram espalhados pelo circuito.

De volta à pista, Pedrosa conseguiu baixar sua marca e assumiu a ponta com 1min39s152, 0s278 à frente de Spies. Mesmo sendo tratado no centro médico, Stoner mantinha a posição na primeira fila, com Dovizioso em quarto, seguido por Bradl, Lorenzo, Hayden, Bautista, Crutchlow e Rossi.

Faltando meia hora para o encerramento da atividade, Spies abriu nova volta rápida, mas, apesar de ter melhorado sua marca, não conseguiu bater o tempo de Pedrosa.

Na sequência, Bradl provisoriamente conquistou um lugar na primeira fila do grid. O germânico anotou 1min39s437e subiu para a terceira colocação, à frente de Stoner, Lorenzo e Crutchlow.

Com menos de 18 minutos para o fim, Spies vinha em volta rápida com tempo suficiente para bater a marca de Pedrosa, mas optou por abortar o giro e ir para os boxes da Yamaha. Dovizioso conseguiu melhorar, passando à frente de Lorenzo e assumindo a quinta colocação.

Após uma rápida parada nos boxes, Spies vinha em volta rápida quando sofreu uma queda fortíssima na curva 13, mas não se feriu e deixou a pista caminhando.
 

Dovizioso completa a primeira fila do grid em Indianápolis (Foto: MotoGP)


Nesse meio tempo, Pedrosa aproveitou para anotar 1min39s036 melhorando sua volta. Na sequência, Lorenzo iniciou um giro rápido, mas perdeu tempo no último setor e ficou com o segundo posto, 0s061 atrás de Dani.

Dovizioso, então, fez sua tentativa para alcançar a pole provisória. O italiano foi o mais rápido nos dois primeiros setores, mas perdeu tempo no segundo trecho do circuito e subiu para a terceira posição.

Com menos de dez minutos para o fim, Hayden também foi arremessado da moto e caiu forte no asfalto de Indianápolis, no mesmo ponto das quedas de Spies e Stoner. O piloto ficou estirado no chão, motivando a segunda bandeira vermelha da sessão.

A condição do piloto da Ducati chegou a assustar, já que ele apagou com o acidente, mas ao ser levado para a ambulância, Nicky acenou para a torcida para mostrar que estava bem.

Com a abertura do pit-lane, todos os pilotos voltaram para a pista. Faltando menos de dois minutos para o fim, Pedrosa cravou 1min38s813, batendo o recorde de pole em 0s037. Lorenzo ainda tentou bater o tempo de Dani, mas não conseguiu.

MotoGP, GP de Indianápolis, Indianápolis, Grid de Largada:
 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube