Pol Espargaró vê 2020 “difícil e exigente” e admite: “Pensamos que não aconteceria”

Pol Espargaró está animado para o início da temporada da MotoGP. Entretanto, o espanhol afirmou que o calendário encurtado vai trazer maior exigência e pressão aos pilotos

Pol Espargaró não tem escondido a empolgação com a aproximação do início da temporada 2020 da MotoGP. Entretanto, o espanhol admitiu que, por conta da pandemia, pensou que o campeonato não aconteceria neste ano.

O coronavírus obrigou as principais categorias do esporte a motor a adiar o início de suas temporadas. No início do ano, o Mundial de Motovelocidade chegou a ir ao Catar, mas apenas Moto2 e Moto3 realizaram corridas.

Agora, seguindo diversos protocolos de segurança, a categoria divulgou calendário com 13 etapas para o segundo semestre de 2020. Serão cinco países contemplados, todos na Europa, em um espaço de cinco meses.

“Estamos muito animados [com o novo calendário] porque em dado momento deste ano – e quem não disser isso está mentindo – que todos pensamos que não seria possível correr nesta temporada e já estávamos pensando sobre 2021”, disso Pol em entrevista ao site oficial da MotoGP.

Pol Espargaró vê maior pressão em 2020 (Foto: KTM)

No calendário original, 20 etapas estavam programadas. Entretanto, com a situação mundial e prezando pela segurança, cinco circuitos receberão provas consecutivas – Jerez, Misano, Red Bull Ring, Motorland e Ricardo Tormo.

“A Dorna fez um trabalho inacreditável em ajustar tudo e fazer esse calendário. Com certeza não é um calendário normal em que viajamos para todos os lugares. Isso é triste para nós, pois queremos mostrar nosso esporte ao redor do mundo”, destacou.

“E com certeza vai ser difícil, comprimido, com três finais de semana consecutivos e então uma semana de descanso. Vai ser exigente fisicamente, especialmente por lesões, então precisamos ser bastante cautelosos quanto a isso e cuidar bem de nossos corpos”, sublinhou.

“Mas, no final, não nos importamos. Estamos apenas pensando que temos um final de semana e que vamos começar tudo e é inacreditável”, pontuou o piloto de 29 anos.

Por fim, Pol vê grande pressão para a temporada 2020. “É uma situação muito especial e muito pode acontecer. Muitas corridas serão consecutivas no mesmo lugar e vai haver muito nervosismo, pois o campeonato vai ser mais curto”, opinou.

“Não pode cometer erros, mas ainda precisa ser muito rápido porque é uma temporada curta. Não é apenas sobre os pilotos, as motos também precisam terminar todas as corridas e os mecânicos precisam ser muito bons, pois com certeza vai haver provas flag-to-flag ou com chuva. Então todos precisam estar muito focados”, continuou.

“Também acho que estratégias vão aparecer neste ano. Diferentes times vão ter diferentes estratégias, mas o mais importante é sermos como uma grande família, muito unidos, pois vai ser bastante difícil”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube