Proprietário da equipe Forward é detido na Suíça por suspeita de fraude fiscal e lavagem de dinheiro

De acordo com a imprensa de Ticino, na Suíça, Giovanni Cuzari, dono da Forward, foi detido pela polícia por suspeita de fraude fiscal e lavagem de dinheiro. Investigação também aborda suspeita de patrocínios fictícios

A MotoGP entrou em férias, mas a polícia da Suíça assumiu o posto das corridas no noticiário. De acordo com a imprensa de Ticino, situada ao sul do país, Giovanni Cuzari, dono da Forward, foi detido por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro.
 
A prisão de Cuzari faz parte de investigação sobre a atuação da Forward e da empresa Media Action, uma agência publicitária que também é de propriedade do italiano de 48 anos. A polícia investiga se Cuzari teve vantagens tributárias em suas sociedades e se tentou chantagear Libero Galli, o secretário-chefe de inspeção fiscal, que também foi detido. Além disso, as autoridades também investigam delitos de patrocínios fictícios e fraude de IVA (Imposto sobre Valor Agregado).
Stefan Bradl, Loris Baz, Lorenzo Baldassarri e Simone Corsi são os representantes do time de Giovanni Cuzari (Foto: Forward)
 De acordo com o jornal local ‘Ticino News’, o advogado de Cuzari afirmou que uma das acusações foi retirada e a outra deve ser esclarecida no prazo de 48 horas.
 
Até agora, a equipe, que é representada na MotoGP por Stefan Bradl e Loris Baz e na Moto2 por Simone Corsi e Lorenzo Baldassarri, não se manifestou sobre a detenção de Cuzari. O Mundial retoma a temporada 2015 no dia 9 de agosto, com o GP de Indianápolis.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube