“Que vença o melhor”: Suzuki evita ordens e deixa Mir e Rins livres na briga pelo título

Davide Brivio admitiu rever a posição apenas para a corrida final da temporada 2020 da MotoGP se um dos dois pilotos não tiver mais chances de título

A Suzuki não planeja se valer de ordens de equipe com Joan Mir e Álex Rins na temporada 2020 da MotoGP. Chefe do time, Davide Brivio reconheceu ter uma visão romântica da briga pelo título e considerou que é sempre melhor que cada piloto “lute com suas próprias forças”.

Faltando apenas os GPs da Europa, da Comunidade Valenciana e de Portugal para o encerramento da disputa, Mir lidera a MotoGP com 137 pontos, 14 a mais que Fabio Quartararo, o segundo colocado. Rins aparece na sexta colocação, 32 pontos atrás do ponteiro.

A dupla da Suzuki segue livre para disputar o título (Foto: Suzuki)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Depois de Rins brincar que ter os dois pilotos na briga pelo título é um grande problema para a Suzuki, Brivio foi além: “Este é um problema que eu gostaria de ter todos os anos”, riu.

Questionado sobre a maneira como a Suzuki vai lidar com a situação, dirigente descartou ordens de equipe e deu liberdade aos pilotos, mas deixou claro o pedido para que eles tenham respeito um pelo outro.

“Quando os dois pilotos têm a oportunidade de lutar pelo Mundial, isso elimina qualquer jogada de equipe. A única estratégia de que conversamos é que os dois companheiros de equipe têm de ter respeito um pelo outro na pista, devem ser corretos um com o outro”, explicou. “A Suzuki realmente não gosta de jogos de equipe. Dissemos aos nossos pilotos: que vença o melhor”, seguiu.

O dirigente, porém, admitiu rever a posição se, na última corrida do ano, um dos dois pilotos estiver fora da disputa.

“Se chegarmos na última corrida com um deles fora do jogo, pode ser que a gente converse a respeito”, comentou. “Talvez seja muito românico, mas é bom que um campeonato seja vencido sem ajuda, que cada um lute com suas próprias forças. Dito isso, no momento não há ordens de equipe”, completou.

LEIA TAMBÉM
Sem cortina de fumaça produzida por Marc Márquez, Honda enfim olha ao redor
Ducati desperdiça ausência de Marc Márquez e vê chance de título virar pó em 2020

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar