Radiante após teste em Brno, Alex Lowes exalta potência e agilidade da M1: “Foram as melhores 15 voltas que já dei”

Presenteado pela Yamaha, Alex Lowes completou 15 voltas em Brno a bordo da YZR-M1. Após teste, britânico exaltou a potência e a agilidade da MotoGP e disse que nunca vai esquecer da experiência na República Tcheca

Alex Lowes viveu um dia inesquecível na segunda-feira (22). Presenteado pela Yamaha por conta do triunfo nas 8 Horas de Suzuka, o britânico teve a chance de testar a YZR-M1 da Tech3 durante o teste coletivo da MotoGP em Brno.
 
No total, o piloto da Yamaha no Mundial de Superbike completou 15 voltas com o protótipo da MotoGP, a melhor delas em 1min59s558, exibindo uma melhora de 1s146 ao longo da sessão. A sessão, no entanto, chegou ao fim de forma prematura, já que o gêmeo de Sam levou um tombo.
Alex Lowes assumiu a moto de Pol Espargaró (Foto: Yamaha)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Apesar da queda, Alex não conseguiu esconder a alegria com o teste e agradeceu a Yamaha e a Tech3 pela oportunidade. O britânico assumiu a moto de Pol Espargaró no exercício.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Obviamente, este foi um dos melhores dias da minha vida! Desde criança você sonha com uma oportunidade de pilotar uma moto da MotoGP e foi fantástico”, disse Lowes. “Obviamente, não fiz muitas voltas, mas a sensação da moto é incrível. A potência da moto e a forma como ela vira foi tudo que eu esperava e ainda mais do que isso, então foi uma experiência incrível”, seguiu.
 
“Tenho de dizer um enorme obrigado à Yamaha por me dar essa oportunidade. É um sonho para mim. Além disso, um grande obrigado à Tech3 por também me dar a oportunidade e eu lamento pela queda, mas, honestamente, eu realmente curti a experiência e é um dia que vou me lembrar pelo resto da minha vida”, garantiu.
 
Acostumado com a YZF-R1 no Mundial de Superbike, Lowes citou a diferença entre os freios e os pneus — a série das motos de produção usa Pirelli —, mas avaliou que a maior discrepância é mesmo a potência.
 
“Os freios e os pneus são bem diferentes dos da moto do Mundial de Superbike, mas a maior diferença é a potência. Quando passei pela reta na minha primeira volta, senti a potência total do motor e foi incrível. Não podia acreditar no quanto era rápido, então eu diria que a maior diferença é a potência”, avaliou. 
Alex Lowes completou 15 voltas em Brno (Foto: Yamaha)
Alex explicou que a queda foi causada por ele ter tentado forçar demais sem ainda entender completamente o comportamento da M1.
 
“A queda foi nas minhas últimas voltas, quase no fim do dia e, obviamente, o motivo foi que eu tentei forçar um pouco demais sem entender tudo”, reconheceu. “Eu freei um pouco demais e levantei um pouco a traseira, abri um pouco a trajetória e a pista estava um pouco suja e eu perdi a frente. Foi só uma pequena queda, mas eu lamento muito por isso. Honestamente, foi uma experiência fantástica e eu realmente curti, mesmo que sejam só 15 voltas, foram as melhores 15 voltas que já dei”, resumiu.
 
Por fim, Alex destacou a agilidade na M1 e afirmou que a mudança de direção é quase como que em uma bicicleta.
 
“A YZR-M1 é tão veloz e ágil, é um grande passo em comparação com o que eu estou acostumado. Nunca tive experiência em algo assim e a forma como você vai de um lado para o outro, é como se você estivesse em uma bicicleta”, comparou. “É realmente fácil. Muitas coisas pareceram muito melhores para mim, mas é também difícil entender no tempo limitado disponível, mas foi ótimo”, encerrou.

#GALERIA(5758)

PADDOCK GP #42 RECEBE LUCAS DI GRASSI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube