Rins passa por nova avaliação, mas é barrado pelos médicos no GP da Espanha

Álex Rins sofreu uma fratura no trocanter e uma provável ruptura parcial do músculo redondo menor adjacente em uma queda na classificação em Jerez de la Frontera

Álex Rins não vai mesmo disputar o GP da Espanha de MotoGP deste domingo (19). O #42 foi submetido a uma nova avaliação médica nesta manhã, mas, de novo, foi considerado inapto.

O piloto da Suzuki sofreu uma queda na curva 11 de Jerez nos instantes finais da classificação de sábado e acabou lesionando o ombro direito. Atendido na Clinica Mobile, Álex passou por um raio-x que permitiu aos médicos identificarem uma fratura e um deslocamento. Rins recebeu um sedativo leve, teve ombro recolocado na posição e foi transferido para um hospital local para passar por novos exames.

Álex Rins passou por novos exames nesta manhã (Foto: Suzuki)
Paddockast #70 | O QUE ESPERAR DA MOTOGP 2020?
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

O companheiro de Joan Mir foi submetido a uma série de testes, inclusive uma ressonância magnética, que revelou uma fratura sem deslocamento do trocanter, uma junta no topo do úmero, e uma provável ruptura parcial do músculo redondo menor adjacente. Rins tem também um edema muscular significativo na região do músculo e dos tendões, mas a integridade do tendão do manguito rotador não foi afetada.

“Depois da queda, Álex passou por uma ressonância magnética no Hospital Jerez Puerta del Sur e isso confirmou algumas lesões, como danos em músculo e ligamento e uma fratura no ombro. Isso significa uma lesão múltipla, com um tempo de recuperação potencialmente longo”, disse Xavier Mir, traumatologista da MotoGP. “Decidimos que ele não precisa de cirurgia e vai começar magnetoterapia para reduzir o edema. Ele também fará reabilitação com estimulo elétrico para tentar correr na semana que vem”, apontou.

“Concordamos que era impossível correr hoje e o Dr. [Ángel] Charte administrou mais alguns potentes analgésicos”, completou.

Rins lamentou a lesão e prometeu se empenhar para tentar disputar o GP da Andaluzia, etapa do próximo fim de semana.

“É impossível correr hoje aqui em Jerez. É realmente desapontador ter sofrido essa lesão, porque a minha sensação com a moto tinha sido realmente boa ao longo do fim de semana”, lamentou Rins. “Mas, no momento, preciso pensar em ficar bem o mais rápido possível. Os médicos vão me ajudar com a reabilitação na próxima semana e me deram analgésicos mais fortes. Vou tentar o máximo para pilotar na semana que vem”, prometeu.

Chefe do time, Davide Brivio afirmou que a lesão fica ainda mais dura por conta da proximidade entre as corridas desta temporada.

“Estamos muito desapontados com o fato de Álex não poder correr, especialmente porque sentimos que tínhamos a chance de um bom resultado. Álex foi realmente rápido, com um bom ritmo, então é uma pena”, comentou Brivio. “É ainda mais difícil que isso tenha acontecido em uma temporada tão curta. Ele não pode correr hoje, mas durante a próxima semana vamos dar nosso melhor para tentar colocá-lo de volta na pista no próximo fim de semana”, encerrou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Espanha, segunda etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube