Lowes controla Gardner em Doha e vence segunda seguida na temporada 2021 da Moto2

Sam Lowes mais uma vez não deu chances para a concorrência e venceu o GP de Doha. Apesar dos esforços de Remy Gardner, o britânico controlou os rivais e venceu a segunda corrida em Losail nesta temporada, com a dupla da Ajo Motorsport completando o pódio

Jorge Martín arrancou aplausos do paddock por pole na MotoGP (Vídeo: MotoGP)

A emoção novamente esteve presente na Moto2 em Losail. No GP de Doha, segunda etapa do Mundial em 2021, Sam Lowes venceu novamente com autoridade, mas precisou segurar os ataques de Remy Gardner ao longo de toda a prova.

Gardner ainda tentou uma manobra na volta final, mas não conseguiu. Raúl Fernández, companheiro do australiano na Red Bull KTM Ajo, completou o pódio na terceira posição. Marco Bezzecchi foi o quarto, com Ai Ogura, Augusto Fernández, Celestino Vietti, Stefano Manzi, Xavi Vierge e Fabio Di Giannantonio fechando o top-10.

VEJA TAMBÉM
⇝ Fatos e curiosidades do GP de Doha da MotoGP (sem Marc Márquez)
⇝ Como ficou o grid de largada para o GP de Doha, segunda etapa da MotoGP

Remy Gardner ficou com a segunda colocação em Doha (Foto: Ajo Motorsport)

Com o resultado do GP de Doha, Lowes não só ouviu ‘God Save the Queen’ pela segunda vez no ano, mas também chegou a 50 pontos, abrindo dez de vantagem para Gardner na classificação. Raúl Fernández é o terceiro na tabela, à frente de Bezzecchi e Di Giannantonio. A Kalex lidera o Mundial de Construtores com 41 pontos de frente para a Boscoscuro, que fornece os chassis da Speed Up. No Mundial de Equipes, a Ajo lidera com cinco pontos de frente.

A Moto2 retorna às pistas em 18 de abril para o GP de Portugal, em Portimão, terceira etapa da temporada 2021 do Mundial de Motovelocidade.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Saiba como foi o GP de Doha de Moto2:

Já com a noite iluminando Losail, a Moto2 foi para a pista com temperaturas mais baixas. Antes da largada, os termômetros mediam 22°C, com o asfalto chegando a 25°C. A velocidade do vento tinha diminuído para 13 km/h.

No grid, todos optaram pelo pneu dianteiro 3, exceto Hafizh Syahrin, que calçou o 1, a versão mais macia. Na traseira, todos usaram o Dunlop 2, a opção mais mole.

Na hora da largada em Doha, o pole Sam Lowes resistiu à ameaça de Ramy Gardner e conseguiu manter a ponta nos primeiros metros, mas acabou superado por Bezzecchi, que mergulhou primeiro na curva 1. Augusto Fernández escapou da trajetória nos primeiros metros e escorregou para a quinta colocação.

A largada do GP de Doha de Moto2 (Vídeo: MotoGP)

Raúl Fernández conseguiu passar Gardner pelo terceiro posto, com Arón Canet subindo para quinto, à frente de Augusto e Di Giannantonio. Ai Ogura e Joe Roberts foram ao ataque e se instalaram em sexto e sétimo, respectivamente.

Líder, Bezzecchi abriu 0s3 de margem após duas voltas, mas viu Lowes reduzir a vantagem ligeiramente pouco depois. Raúl seguia perto do piloto da Marc VDS, que também era seguido por Gardner.

No abertura da volta 4 do GP de Doha, Lowes conseguiu tomar a liderança de Bezzecchi aproveitando o vácuo na reta e logo abriu vantagem no comando. Raúl seguia em terceiro, pressionado por Gardner, que já tinha mais de 2s de vantagem para Roberts.

Lowes passou Bezzecchi para tomar a liderança em Doha (Vídeo: MotoGP)

Menos experiente, Raúl não conseguiu segurar Remy por muito tempo e perdeu a terceira posição.

Uma vez na ponta, Lowes tratou de se afastar, mas Bezzecchi não conseguiu segurar o segundo posto e foi ultrapassado pela dupla da Red Bull KTM Ajo. O quarteto vinha separado por só 0s8.

Enquanto Gardner armava o ataque na direção de Lowes, Roberts caiu na curva 14 depois de um incidente com Ai Ogura e abandonou o GP de Doha.

Joe Roberts caiu ainda no início do GP de Doha após incidente com Ai Ogura (Vídeo: MotoGP)

Diferente do que aconteceu na semana passada, Lowes parecia não ter nas mãos uma moto impecável, então não conseguiu se distanciar decisivamente do pelotão. Gardner ia mantendo contato, mas ainda pressionado por Raúl Fernández e Bezzecchi. Quinto, Di Giannantonio tinha mais de 5s de atraso para o primeiro pelotão.

Na metade da corrida, Lowes tinha conseguido levar a diferença para 0s351, com Gardner também se afastando um pouco mais de Raúl, que fez o mesmo com Bezzecchi. O quarteto, porém, seguia em ritmo parecido e mantendo o contato.

Aos poucos, Bezzecchi foi perdendo o contato com o trio da ponta. Com oito voltas para o fim, o piloto da VR46 já aparecia 0s776 atrás de Raúl. Na ponta, Lowes ainda não tinha se livrado de Gardner, que segurava a diferença em 0s343.

Sam Lowes foi resistindo a Remy Garnder na liderança da Moto2 (Vídeo: MotoGP)

Com oito giros para o fim, aliás, Tom Lüthi se despediu dessa segunda corrida da temporada 2021 da Moto2. Rodando em 21º, o suíço caiu na curva 2 de Losail e abandonou a corrida após uma queda forte.

Pouco depois, foram Jake Dixon e Marcel Schrötter que se despediram da corrida após uma queda na curva 14. A cinco voltas do fim, quem disse adeus a qualquer chance de vitória foi Canet, que ocupava a quinta colocação. Enquanto isso, na briga pela liderança, Gardner continuava atrás do líder, mas sem esboçar uma ultrapassagem.

No penúltimo giro do GP de Doha, Sam Lowes marcou a melhor volta da prova, com 1min59s026 e abriu vantagem para a dupla da Red Bull KTM Ajo. Depois, com 1min58s991, foi a vez de Gardner bater a marca.

Na volta final, Gardner se aproximou do rival e tentou uma manobra para a vitória, principalmente no setor final do circuito. Lowes, no entanto, controlou bem os ataques e superou o adversário.

Com cinco voltas para o fim, Gardner voltou a se aproximar de Lowes, reduzindo a vantagem do britânico para 0s259. Mais atrás, Arón Canet caiu na curva 16 e abandonou.

Sam chegou a se afastar ligeiramente, mas Remy aproximou mais uma vez, chegando a 0s119. Raúl não vinha assim tão distante, mas já não era uma grande preocupação para o companheiro de Red Bull KTM Ajo.

Sam Lowes é o primeiro britânico a vencer as duas primeiras corridas de uma temporada da classe intermediária desde Mike Hailwood em 1966 (Vídeo: MotoGP)

Com duas voltas para o fim, o #22 da Marc VDS acelerou mais firme, registrou a melhor volta na corrida em 1min59s026 e levou a diferença para a casa de 0s5.

O filho de Wayne não entregou os pontos e cortou a margem mais uma vez, registrando 1min58s991. Ainda assim, Remy não conseguiu se aproximar o suficiente para ameaçar a liderança de Lowes.

Na última volta, a diferença caiu para 0s1, mas sem que Gardner conseguisse um lugar para efetivamente tentar ultrapassar. Raúl Fernández confirmou o terceiro posto, à frente de Bezzecchi, Ai Ogura, Augusto Fernández, Celestino Vietti, Stefano Manzi, Xavi Vierge e Fabio Di Giannantonio.

Moto2 2021, GP de Doha, Losail, Corrida:

1S LOWESMarc VDS Kalex39:52.70220 voltas
2R GARDNERRed Bull KTM Ajo Kalex+0.190 
3R FERNÁNDEZRed Bull KTM Ajo Kalex+3.371 
4M BEZZECCHIVR46 Kalex+6.789 
5A OGURATeam Tady Kalex+16.640 
6A FERNÁNDEZMarc VDS Kalex+16.887 
7C VIETTIVR46 Kalex+17.254 
8S MANZIForward MV Agusta+17.283 
9X VIERGESIC Kalex+17.515 
10F DI GIANNANTONIOSpeed UP+18.167 
11T ARBOLINOIntact Kalex+18.180 
12B BENDSNEYDERRW NTS+20.696 
13J NAVARROSpeed UP+22.016 
14L DALLA PORTAItaltrans Kalex+22.043 
15A ARENASAspar Speed Up+26.266 
16H GARZÓPONS Kalex+28.539 
17N BULEGAGresini Kalex+29.310 
18Y MONTELLASpeed UP+33.150 
19S CHANTRATeam Tady Kalex+39.838 
20L BALDASSARRIPONS Kalex+44.961 
21H SYAHRINAspar Speed Up+56.123 
22A CANETAspar Speed UpAbandonou 
23J DIXONSIC KalexAbandonou 
24M SCHROTTERIntact KalexAbandonou 
25T LÜTHIIntact KalexAbandonou 
26C BEAUBIERAmerican KalexAbandonou 
27T MARCONForward MV AgustaAbandonou 
28J ROBERTSAmerican KalexAbandonou 

GUIA MOTOGP 2021
⇝ MotoGP chega igual, mas diferente em campeonato condicionado por pandemia
⇝ Conheça quem são as equipes e pilotos para a temporada 2021 da MotoGP
⇝ Suzuki segue vida sem Brivio e tenta feito do bicampeonato na MotoGP em 2021
⇝ MotoGP volta com mistério: Marc Márquez retorna após três cirurgias? E como?
⇝ Honda aposta em encaixe de Pol Espargaró por encerramento de série de insucessos
⇝ Mir defende título da MotoGP para mostrar que conquista de 2020 não foi acaso
⇝ Quartararo precisará de regularidade e cabeça no lugar para substituir Rossi
⇝ Bastianini, Marini e Martín sobem para MotoGP com promessa de briga parelha
⇝ Yamaha rejuvenesce com Viñales e Quartararo e busca consistência na M1
⇝ Aos 42 anos, Rossi tem recomeço na MotoGP com SRT. Mas qual será o futuro?
⇝ Pol Espargaró tem chance da vida na MotoGP. Assustar Márquez é outra história
⇝ Equilíbrio também deve ser a marca nas categorias de apoio à MotoGP
⇝ Ducati faz mudanças arriscadas para deixar decepções de 2020 no passado
⇝ Aprilia ‘inventa’ Savadori e coloca tudo nas costas de Aleix Espargaró
⇝ VR46 dá primeiro passo na MotoGP ainda sem dizer se veio para ficar
⇝ Sucesso da Academia VR46, Morbidelli tenta aproveitar garagem com Rossi

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube