Stoner se diz decepcionado com Ducati que “não aprendeu a cuidar dos pilotos”

Bicampeão da MotoGP segue inconformado com a saída de Andrea Dovizioso da equipe no final do ano. Único campeão pela marca na MotoGP, australiano insistiu que o piloto precisa ser mais ouvido

Casey Stoner segue decepcionado com a Ducati. O bicampeão da MotoGP ainda não se conformou com a saída de Andrea Dovizioso e avaliou que a casa de Borgo Panigale ainda não aprendeu a cuidar dos pilotos.

Bicampeão da MotoGP, Stoner é o único a ter conquistado o título com a moto vermelha ― em 2007. Casey chegou a atuar como piloto de testes da marca, mas encerrou o vínculo em 2018 por entender que não era ouvido pela equipe.

“É, estou bem desapontado com a Ducati”, disse Stoner durante uma participação no podcast do GP da Austrália. “Era de se imaginar que depois de todos esses anos eles tivessem aprendido a cuidar dos pilotos”, alfinetou.

Casey Stoner trabalhou ao lado de Andrea Dovizioso no período em que foi piloto de testes, mas se decepcionou com a Ducati (Foto: Ducati)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Titular da Ducati desde 2013, Dovizioso decidiu encerrar as negociações de renovação do contrato e vai deixar a Ducati no fim desta temporada. O italiano de Forli não tem sequer muitas opções no grid, já que a única vaga de fábrica ainda disponível é a da Aprilia, que segue esperando o julgamento de Andrea Iannone no caso da suspensão por doping.

“Andrea tem tentado fazer as coisas, como eu tentei, e a grande razão de eu ter deixado a Ducati como piloto de testes foi o fato de não conseguirmos que eles fizessem as mudanças para o piloto”, recordou. “Se não identificarem nos dados, não acham relevante. Tudo sobre a moto tem relação com a sensação do piloto. Não é como um carro, onde você pode ser amarrado e só tem certos elementos com seu traço de direção, freio e acelerador”, listou.

“Na moto, uma mínima diferença na sua posição de pilotagem muda a maneira como a moto se move e como você sente a moto. Tudo precisa ser traduzido de volta para o piloto”, defendeu. “Quando eles têm alguém bom retransmitindo a informação, como é Andrea, então devem ouvi-lo. Isso é grande parte do motivo de Andrea estar infeliz”, revelou.

Na visão de Stoner, a Ducati centralizou as decisões sobre o desenvolvimento da moto em uma única pessoa e não dá atenção às indicações feitas pelos pilotos.

“Tem anos e mais anos em que tudo passa pelos dados, tudo sobre o motor e a aerodinâmica, e é basicamente uma pessoa tomando a decisão na Ducati”, comentou. “Agora está muito perto de ser uma moto fantástica no grid, mas está sempre faltando aquela coisa fundamental, que é a virar a moto, e isso é algo que vem do piloto e da sensação com o chassi. É só uma coisa que sempre faltou”, recordou.

Esta, aliás, não é a primeira vez que Stoner critica a Ducati pela saída de Dovizioso. No dia no anúncio, o australiano usou o Twitter para declarar que a fábrica italiana “não podia se dar ao luxo de perder um piloto como Andrea”.

Por enquanto, apenas Jack Miller está confirmado na equipe para 2021. Francesco Bagnaia e Johann Zarco aparecem entre as opções, mas a Ducati ainda não deu grandes sinais de como pretende compor não só o time principal, mas também a satélite Pramac.

Paddockast #77 | Como amar a moribunda Ferrari em crise?
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube