Suzuki critica direção de prova no GP da Estíria: “Nos tiraram injustamente do pódio”

Davide Brivio acredita que Pol Espargaró deveria ter sido punido por sair da pista nos metros finais da corrida de domingo (24). Dirigente considerou que o regulamento é claro e deveria valer para todos

A Suzuki terminou o GP da Estíria de domingo (23) irritada com a direção de prova da MotoGP. A equipe comandada por Davide Brivio acredita que Joan Mir ficou fora do pódio do Red Bull Ring pela falta de punição a Pol Espargaró, que saiu da pista nos metros finais em uma disputa com Jack Miller e Miguel Oliveira.

Mir tomou a ponta ainda nos primeiros metros da corrida e conseguiu abrir uma boa vantagem na liderança. A prova, porém, precisou ser interrompida em bandeira vermelha após Maverick Viñales ficar sem freios. Na relargada, Miller e Pol foram os protagonistas, com Oliveira acompanhando de perto para dar o bote apenas na curva final.

Joan Mir acabou fora do pódio de domingo (Foto: Red Bull Content Pool)

A queixa da Suzuki é, aliás, pelo que aconteceu neste ponto do circuito, já que Pol Espargaró saiu completamente da pista e não foi punido pela direção de prova.

“Não consigo entender o que a direção de corrida está fazendo”, disse Brivio em entrevista à emissora Sky Italia. “Existe um regulamento e ele é claro: se na última volta um piloto sai para a zona verde, ou seja, excede o limite da pista, ele deve ser penalizado, perde uma posição. Isso aconteceu na Moto3, na Moto2, sempre aconteceu. Hoje, talvez por estarmos na Áustria, na casa da Red Bull, uma KTM excedeu o limite. A de Pol Espargaró. Mas nos tiraram injustamente do pódio”, declarou.

O dirigente explicou que apresentou uma queixa para a direção de prova, especialmente porque Mir teve de ceder uma posição no início da corrida ― antes da bandeira vermelha causada pelo acidente de Viñales ― justamente por exceder os limites da pista.

“Por conta da situação da Covid-19, só podemos nos comunicar por e-mail com a direção de prova. Mandei uma mensagem e espero uma resposta. Normalmente, essas decisões são tomadas de imediato, a demora me preocupa e me faz pensar. Também gostaria de entender as razões, porque às vezes aplicam a regra e outras, não”, disparou. “Denunciei à direção de prova, vamos ver o que eles vão dizer. Provavelmente teríamos vencido a primeira corrida. Sacaram a bandeira vermelha, mas a outra já é uma piada de mau gosto”, criticou.

“Tenho certeza de que vão achar uma desculpa, mas a regra é clara: quem sai da pista, deve ser penalizado. Mir foi penalizado na primeira largada, porque desviou na curva 1 e teve de ceder uma posição. Ele o fez, é a norma. O problema é se uma regra está sujeita à interpretação, nunca devemos discutir. Se é aplicada objetivamente, não há nada a ser feito”.

Mir cita caso de Martín na Moto2 e critica direção de prova da MotoGP

Mir acompanhou o chefe da Suzuki e disse que estava “muito, muito bravo” com a direção de prova, “pois não é justo”. O piloto de Palma de Maiorca lembrou o que aconteceu na Moto2, onde Jorge Martín perdeu a vitória para Marco Bezzecchi após a bandeirada por ter saído da pista.

“Martín não venceu a corrida, pois pisou no verde e ele não ganhou nada”, avaliou Joan. “E eu concordo que alguém que está na frente e é tocado por outro piloto e empurrado para fora não seja punido. Nesse sentido, concordo com a decisão por segurança. Mas neste caso, não é assim. Se você olhar as duas últimas curvas, Pol foi por dentro nas últimas duas curvas, aí ele escapa, Jack pega a posição e aí a Pol decide continuar por fora. Claro que ele escapou, porque se você entra naquela curva com aquela velocidade, é claro que você vai escapar”, justificou.

“Aí vemos que quando ele toca no verde, ele acelera fundo. O que aconteceria se tivesse brita, pois ele estava fora da pista? É verde pela nossa segurança, mas ele estava muito fora da pista. Para mim, não faz sentido não penalizar isso”, desabafou.

O espanhol sublinhou que a critica não era direcionada a Pol, mas a inconstância das decisões na MotoGP.

“Pol fez o que tinha que fazer, não estou falando dele. Ele fez um grande trabalho e uma corrida incrível, mas estou realmente surpreso com a direção de prova e realmente bravo”, falou Mir.

Em momento algum, porém, a direção de prova anunciou que revisaria o incidente. Pol, por sua vez, acredita que recebeu a punição, já que perdeu duas posições.

“Eu fui para a área verde, mas eles me pegaram ali. Não podiam me punir, pois teriam feito isso em dobro: eu já tinha perdido duas posições, então perder mais uma por ter pisado no verde seria demais”, concluiu.

As imagens do GP da Estíria de MotoGP deste domingo no Red Bull Ring

O GP da Estíria da MotoGP (Foto: Repsol)
Paddockast #75 | Thiago Camilo, maior vencedor da Corrida do Milhão
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube