Rossi se antecipa e confirma Marini e Bezzecchi em estreia da VR46 na MotoGP

Depois de muito mistério, Valentino Rossi deixou escapar que dois pupilos da Academia VR46 vão pilotar para a nova equipe da MotoGP em 2022. Luca Marini e Marco Bezzecchi vão formar a dupla completamente italiana do time no próximo ano

A VR46, equipe do multicampeão Valentino Rossi, entra na MotoGP em 2022. Depois de muito mistério para saber qual montadora forneceria equipamento, o piloto italiano optou pela Ducati. Começou, então, o drama para saber quais pilotos defenderiam o time, mas também é passado. Ainda sem uma confirmação oficial, o veterano admitiu que Luca Marini e Marco Bezzecchi vão defender o time no ano de estreia na classe rainha do Mundial.

A decisão era esperada por conta dos rumores no paddock. Marini já defende a VR46, em parceria com a Avintia, na atual temporada da MotoGP, após o vice-campeonato na Moto2 na temporada passada. Além disso, é simplesmente irmão materno de Rossi, o que lhe dá boas credenciais para ocupar um posto na equipe do chefe.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Marini e Bezzecchi são pupilos de Valentino Rossi (Foto: VR46)

VEJA TAMBÉM
Fatos e curiosidades sobre o GP de San Marino e da Riviera de Rimini de MotoGP
Como fica o grid da MotoGP para a temporada 2020?

Bezzecchi é outra cria da Academia VR46 e disputa a Moto2 em 2021, inclusive com chances matemáticas de título. O italiano chegou a ser especulado para o lugar de Rossi, que abandona as pistas no fim do ano, na SRT Yamaha. O pupilo do Doutor, porém, vai ficar sob supervisão do mentor em seu primeiro ano na MotoGP.

“Trabalhamos duro ao longo dos anos, pois sabíamos que, infelizmente, cedo ou tarde, eu teria de parar, mas fizemos um bom trabalho”, disse Rossi durante um evento em Tavullia. “Temos muitos pilotos fortes na Academia. No próximo ano, serão quatro na MotoGP. Bagnaia e Morbidelli com as equipes de fábrica de Ducati e Yamaha, respectivamente, duas das melhores equipes, então vão começar com o objetivo claro de vencer o campeonato”, frisou.

“E aí também teremos Luca e Bezzecchi com as Ducati. Então Tavullia seguirá sendo um hub importante na MotoGP com muitos pilotos, uma equipe e muitas motos”, destacou. “Esse é o nosso presente para os fãs que me apoiaram por todos esses anos”, completou.

Ainda não há uma data exata para a confimação oficial de Marini e Bezzecchi no grid da MotoGP para 2022. Com a escolha dos dois italianos, resta apenas a segunda vaga da equipe satélite da Yamaha disponível para a próxima temporada, com Jake Dixon e Darryn Binder surgindo entre os favoritos.

A MotoGP volta às pistas no próximo domingo (19) para o GP de San Marino e da Riviera de Rimini. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
Bagnaia se agiganta em duelo com Marc Márquez e vence no melhor estilo em Aragão
Marc Márquez ainda tem em lesão limitador, mas segue sendo piloto vigoroso de antes

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar