VÍDEO: Rins fica parado no fim do TL3 em Portimão e pede carona para voltar aos boxes

O piloto da Suzuki não conseguiu levar a GSX-RR de volta para os boxes da Suzuki, mas tampouco encontrou uma carona

Álex Rins protagonizou uma cena no mínimo curiosa no final do terceiro treino livre da MotoGP. Na manhã deste sábado (21), o espanhol ficou parado na pista, sem conseguir levar a GSX-RR de volta aos boxes da Suzuki. A saída? Pedir carona!

Rins se colocou na lateral da pista, na saída da curva 8, sinalizando que precisava de uma ajuda. O primeiro a aparecer foi o anfitrião Miguel Oliveira, mas o piloto da Tech3 passou reto, o que levou Álex a desistir e procurar outra alternativa.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O tradicional ‘serviço de táxi’ da MotoGP é operado por Jack Miller, que está mais do que acostumado a dar caronas para os colegas de grid. Desta vez, porém, o líder do TL3 não apareceu para pegar o passageiro.

O momento, claro, não passou despercebido pela Suzuki, que usou o Twitter para brincar com a ausência do australiano.

“Cadê o táxi do Jack quando precisamos?”, escreveu a vencedora do Mundial de Equipes.

Também pelo Twitter, Álex brincou com a situação.

“É do serviço de atendimento ao cliente da Miller Táxi? Eu gostaria de fazer uma reclamação, pois não consegui encontrar nenhum dos seus táxis hoje”, brincou.

Rins considera operar ombro lesionado no fim da temporada

Álex Rins não descartou ter de passar por cirurgia após o encerramento da temporada 2020. O espanhol afirmou avaliar a necessidade de passar pela sala de operação para tratar do ombro direito lesionado no início do campeonato.

O piloto da Suzuki voltou a sentir dores após uma queda na sexta-feira em Portimão, mas não acredita que terá problemas para correr.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube