Larson confirma favoritismo, vence final em Phoenix e conquista título da Nascar

Kyle Larson consolidou a temporada dominante com a décima vitória no ano, justo na corrida mais importante, e sagrou-se campeão da Nascar

A confusão da largada no GP do México (Vídeo: Band)

A Nascar coroou seu novo campeão no último domingo (7). Kyle Larson consolidou uma temporada dominante ao triunfar em Phoenix, no Arizona, na corrida final da temporada. A decisão do título foi definida nas últimas voltas, quando os quatro postulantes à taça estavam nas quatro primeiras posições. Depois da última bandeira amarela e do trabalho de pit-stops, Larson assumiu a dianteira, sendo seguido por Martin Truex Jr. e Chase Elliott, que depois foi superado por Denny Hamlin.

Truex Jr. pressionou até onde foi possível, de todas as formas, mas Larson teve uma pilotagem sem erros e rumou para a vitória e, consequentemente, para a conquista do título da Nascar.

O novo campeão conquistou no sábado a pole em Phoenix depois de ter batido o companheiro de equipe, Chase Elliott, por 0s173. Na corrida, o piloto do carro #5 liderou o maior número de voltas107, contra 94 de Elliott e 72 de Truex Jr. Larson também venceu o segundo segmento da corrida, enquanto a primeira parte da prova foi vencida justamente por Truex Jr.

KYLE LARSON; CAMPEÃO; NASCAR;
Kyle Larson festeja a conquista do título da Nascar em Phoenix (Foto: Nascar)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Larson ficou mais de seis meses suspenso da mais popular categoria do esporte a motor norte-americano, no ano passado, em razão de uma ofensa racista proferida em uma corrida virtual no mês de abril.

Durante um treino livre, Larson tinha problemas no headset e não conseguia confirmar se o spotter o ouvia, perguntando no chat de voz em canal aberto a todos, declarou “Can you hear me, nigger?” (“Pode me ouvir, preto?”) causando espanto a todos os presentes e foi notificado por um dos participantes que ele todos podiam ouvi-lo. O momento foi flagrado em diversos streamings que aconteciam ao vivo, pelo Twitch. ‘Nigger’ é considerado um insulto racial e é usado há décadas de forma pejorativa.

Kyle foi banido por tempo indeterminado e, no dia seguinte, foi demitido da Ganassi. Seis meses depois do ocorrido, no entanto, a Nascar determinou o fim da suspensão e o liberou para correr em 2021. Semanas depois, a Hendrick anunciou sua contratação para correr no Chevrolet Camaro #5.

KYLE LARSON; CAMPEÃO; NASCAR;
Kyle Larson é o novo campeão da Nascar (Foto: Nascar)

O piloto empreendeu uma campanha vitoriosa: foram dez idas ao Victory Lane em 36 corridas da temporada, além do festivo All-Star Race, disputado neste ano no Texas. A jornada final, em Phoenix, confirmou a jornada dominante de Larson, novo campeão da Nascar.

“Não posso acreditar! Nem se quer pensei que estaria correndo num carro da Cup há um ano e meio. Conquistar um campeonato é uma loucura. Em primeiro lugar, tenho de agradecer a Rick Hendrick, à Hendrick Cars, a Jeff Gordon, à Nascar, a cada um dos meus torcedores nas arquibancadas, aos que me assistem em casa, à minha família. Tenho muitos dos meus amigos e familiares aqui”, destacou.

“Houve muitos momentos nesta corrida em que não pensei que iríamos vencer. Sem minha equipe de boxes na última parada, não estaríamos aqui. Eles são os verdadeiros vencedores desta corrida. São os verdadeiros campeões”, vibrou.

“Sou muito abençoado por fazer parte deste grupo. Cada homem ou mulher na Hendrick, esta vitória é para todos nós, para cada um de vocês. É incrível! Não tenho palavras”, comemorou.

VERSTAPPEN ENGOLE MERCEDES NA LARGADA E VENCE GP DA CIDADE DO MÉXICO DE F1 | Briefing
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar