Outras

Chefiada por Todt, delegação da FIA presente a congresso escapa de tragédia que matou mais de 3.700 pessoas no Nepal

No último fim de semana, a FIA realizou seu primeiro congresso regional Ásia-Pacífico, em Katmandu, capital do Nepal. O país, porém, foi arrasado por um terremoto que alcançou 7,8 de magnitude e matou milhares de pessoas, segundo informações desta segunda-feira. A comitiva chefiada pelo presidente Jean Todt, entretanto, escapou ilesa à tragédia
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 FIA (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Uma tragédia abalou o mundo no último sábado (25). Um terremoto que alcançou 7,8 de magnitude atingiu o Nepal, país cravado entre a Índia e a China, e matou 3.700 pessoas — informações atualizadas pelo Ministério do Interior nesta segunda-feira, atingindo também a Índia. E exatamente no fim de semana, em Katmandu, capital do Nepal, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) realizou seu primeiro Congresso Regional Ásia-Pacífico, que teve a presença do presidente Jean Todt e outros 45 delegados de 14 nacionalidades.

A comitiva da FIA presente ao evento em Katmandu escapou ilesa e não sofreu qualquer ferimento no desastre. Entre os presentes também estava Vicky Chandhok, ex-presidente da Federação Indiana de Automobilismo e pai do piloto Karum Chandhok. O dirigente relatou, em sua conta no Twitter, os momentos vividos pelos presentes ao evento no momento em que ocorreu o tremor de terra que abalou toda a região.
Delegação da FIA teve de ficar no estacionamento do hotel em Katmandu (Foto: Vicky Chandhok/Twitter)
“Apenas para que a comunidade do automobilismo saiba, os delegados do Congresso Regional Ásia-Pacífico da FIA, Jean Todt, Graham Stoker, Morrie Chandler e todos estão seguros no Nepal. Nossos pensamentos estão com todos os afetados pelo terremoto mortal em Katmandu. Todos os vidros das janelas do hotel estão quebradas, a água da piscina subiu cerca de 10 pés e a piscina rachou. Os delegados da FIA estão reunidos no estacionamento do hotel que ficou destruído no Nepal”, escreveu Chandhok. A delegação deixou o país pouco depois por meio do aeroporto de Katmandu, num momento em que o Nepal ainda sofria com tremores de terra de menor impacto.

Em comunicado, a FIA prestou sua solidariedade às famílias das vítimas da tragédia e indicou que deve criar um fundo de caridade para enviar dinheiro para ajudar na reconstrução do país.

“Nesta semana, a FIA realizou seu primeiro Congresso Regional Esportivo Ásia-Pacífico em Katmandu, Nepal. O evento teve a presença de 45 delegados oriundos de 14 países da região, bem como o Presidente da FIA Jean Todt, a Embaixadora de Segurança Viária Michelle Yeoh, e o Vice-Presidente de Esportes, Graham Stoker. Durante o congresso, o Nepal sofreu, incluindo a capital Katmandu, um forte terremoto que chocou todo o país. Todos os membros da FIA e os delegados do congresso estão seguros. A FIA agradece à Autoridade Esportiva Nacional e à Associação de Automobilismo do Nepal por todos os esforços para garantir este resultado. Os efeitos deste terremoto no Nepal, com uma escala tão drástica de perdas humanas, tem sido devastador. Os esforços de recuperação e restauração serão imensos para o país. Nos próximos dias, a FIA vai avaliar a possibilidade de criação de um fundo de doações de caridade a ser feita para o povo do Nepal para ajudar o país a reconstruir suas vidas depois deste desastre.”