Com promessa de resolver problemas do asfalto, Texas finaliza obras de recapeamento e reconfiguração da pista

O asfalto antigo do Texas, que já não conseguia drenar água da chuva, ficou no passado: o oval foi recapeado. Além disso, a direção do autódromo aproveitou a oportunidade para transformar as curvas 1 e 2, que passam a ser mais planas e largas

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O oval do Texas promete ter se livrado de uma grande dor de cabeça. As obras de recapeamento, medida que deve facilitar a secagem da pista em dias de chuva, foram finalizadas nesta terça-feira (14).
 
Assim, situações como o adiamento de dois meses no GP do Texas da Indy devem ficar no passado. A Nascar, que também foi afetada pela chuva em 2016, é outra que se beneficia das obras. A expectativa é de que agora a água seja completamente drenada pelo asfalto, algo que não vinha acontecendo.
 
Junto do recapeamento veio uma grande transformação no traçado: as curvas 1 e 2 ficaram mais planas e largas, enquanto as 3 e 4 mantém a configuração original. É uma inovação interessante: Texas passa a ser, ao lado de Pocono, um raro caso de oval com curvas de inclinações diferentes.
 
“Uma coisa que sempre quisemos fazer era reduzir a inclinação das curvas para diminuir a velocidade dos carros. Conseguimos diminuir a inclinação de 24 graus para 20 graus nas curvas 1 e 2, além de alargar a pista”, disse Eddie Gossage, presidente do autódromo.
O oval do Texas está mudado (Foto: Reprodução/YouTube)
Chris Buescher, piloto da JTG Daugherty na Nascar, foi o primeiro a andar na pista nova. Andando com um safety-car, o texano gostou do que viu. “É interessante como ficou largo agora. Temos muitas opções, a linha mais baixa fica tão embaixo que você sente até que a curva ficou mais lenta”, explicou.
 
O primeiro grande teste do novo Texas vai ser em 9 de abril, quando a Nascar visita o oval sulista. A Indy, por sua vez, realiza sua prova por lá em 10 de junho.
 
PADDOCK GP #69 DEBATE ABERTURA DA INDY, TESTES DA F1 E MOTOGP E LEMBRA JOHN SURTEES

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube