Outras
07/07/2018 08:50

Hubert lidera trinca da ART, vence corrida 1 em Silverstone e volta à liderança da GP3. Piquet termina em sétimo

Dono da pole-position, o francês Anthoine Hubert retomou a liderança do campeonato com uma vitória tranquila que marcou o domínio da ART Grand Prix. A equipe gaulesa dominou o pódio com Nikita Mazepin em segundo e Callum Ilott. Diante dos olhares do pai, Pedro Piquet voltou a pontuar ao cruzar a linha de chegada em sétimo lugar
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Hubert faturou sua segunda vitória na temporada 2018 da GP3 (Foto: GP3)

A primeira corrida da rodada dupla da GP3 em Silverstone representou uma nova virada no campeonato. Antes da largada, Callum Ilott era o líder com seis pontos de vantagem para o segundo colocado, Anthoine Hubert, depois da etapa da Áustria. Mas a etapa da Inglaterra começou mesmo da melhor forma para o piloto francês, que liderou o 1-2-3 da também francesa ART Grand Prix e liderou de ponta a ponta após ter largado da pole-position na manhã deste sábado (7). O resultado alçou novamente Hubert para a ponta da tabela.

A trinca da escuderia gaulesa foi completada pelo russo Nikita Mazepin e por Ilott, que completou o pódio na Inglaterra. Pedro Piquet, que vem na esteira de bons resultados obtidos na França e também na Áustria, cruzou a linha de chegada em sétimo. Com o resultado, larga em segundo, obedecendo à regra do grid invertido, no desfecho da rodada dupla na manhã deste domingo, a partir de 4h05 (horário de Brasília).
Pódio todo da ART Grand Prix da corrida 1 da GP3 neste sábado em Silverstone (Foto: GP3)
Saiba como foi a corrida 1 da GP3 na Inglaterra

Anthoine Hubert manteve a liderança na largada, enquanto Giuliano Alesi perdeu muitas posições e despencou de terceiro para sexto. Alessio Lorandi teve um grande apuro ao ver seu carro empacado no grid, mas por sorte o italiano não foi acertado por ninguém. Pouco mais à frente, Juan Manuel Correa se enroscou com Julien Falchero e os dois foram parar na caixa de brita. A direção de prova acionava o safety-car virtual para retirar os dois carros da área de escape.

Pouco depois que a corrida teve seu ritmo normal retomado, o francês Gabriel Aubry acertou o carro da colombiana Tatiana Calderón. O europeu teve o carro danificado com o impacto e ficou fora da corrida, que teve novamente o safety-car virtual na pista na sequência das 20 voltas previstas. Tati, por sua vez, acabou abandonando pouco depois, o que provocou a intervenção do safety-car.
Hubert manteve a dianteira desde a largada e partiu para uma grande vitória (Foto: GP3)
A relargada ocorreu na sétima volta, com Hubert liderando a trinca da ART com Nikita Mazepin em segundo e Callum Ilott em terceiro. Pedro Piquet aparecia na sétima posição e Giuliano Alesi tinha de se recuperar ao cair ainda mais e chegar à 11ª colocação na prova.

Daí em diante, a sequência dos sete primeiros colocados se manteve até o sétimo lugar. Alesi tratou de buscar a reação e aproveitou o bom rendimento do carro #6 da Trident e pulou para a oitava colocação, tirando proveito também do abandono do quarto carro da ART Grand Prix, de Jake Hughes, que venceu na Áustria na semana passada.

A prova, no entanto, até que rendeu boas disputas, como entre Dorian Boccolacci e Leonardo Pulcini pelo quinto lugar. O italiano fez uma bela manobra e conseguiu fazer a ultrapassagem, mas o alemão deu o troco pouco depois e retomou o top-5, posição em que cruzou a linha de chegada, só atrás de Ryan Tveter, quarto, e do trio da ART Grand Prix: Callum Ilott em terceiro, Nikita Mazepin em segundo e o grande vencedor, Anthoine Hubert.
UMA DAS MELHORES CORRIDAS DO ANO

ABANDONO DE HAMILTON RECOLOCA VETTEL NO CAMINHO DO PENTA