Irmão mais novo de James e com passagem por categorias de base na Inglaterra, David Hunt morre aos 55 anos

Morreu no último fim de semana o britânico David Hunt, irmão do campeão mundial de F1 de 1976, James Hunt, enquanto dormia em sua casa

Morreu aos 55 anos no último fim de semana no Reino Unido, enquanto dormia, o ex-piloto David Hunt. O britânico era irmão de James Hunt, campeão do Mundial de F1 em 1976.

David, doze anos mais novo, também foi piloto, mas não conseguiu ir longe na carreira. Ele passou cinco temporadas na F3 Inglesa durante os anos 1980, encarando adversários como Ayrton Senna e Martin Brundle, mas pendurou o capacete no fim daquela década para se dedicar a uma empresa de marketing.

Em 1988, seu úlitmo ano nas pistas, aconteceu ainda o acidente que marcou sua trajetória. Em um forte acidente no Birmingham Superprix, tradicional prova no interior do Reino Unido, ele passou por cima da barreira de pneus e bateu na parede de uma loja, deixando um buraco em meio aos tijolos.

David Hunt morreu na noite do último domingo (Foto: TRF1)

Sua empresa de marketing teve sucesso e, em 1994, ele a vendeu. No mesmo ano, comprou os direitos sobre o nome da equipe de F1 Lotus, que faliu ao final do campeonato. Ele passou os anos seguintes tentando recolocar a lendária escuderia nas pistas, mas não teve sucesso. Os direitos foram vendidos a Tony Fernandes para a temporada 2010, quando o empresário malaio pôs de volta o nome Lotus no grid com o time que, em 2012, passou a se chamar Caterham. A transação envolveu uma batalha judicial que foi vencida por Fernandes.

A causa da morte não foi confirmada.

James, o irmão mais velho, também teve morte precoce. O mais famoso 'playboy' da F1 teve um ataque cardíaco fulminante após o GP do Canadá de 1993, quando tinha apenas 45 anos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube