Porsche

Visconde aproveita erro de Toni para conquistar vitória na corrida 2 da Porsche GT3 Cup no Velo Città

Marcel Visconde soube aproveitar ao máximo o erro cometido por Rodolfo Toni na corrida 2 da Porsche GT3 Cup. Neste sábado (15), o piloto viu o principal adversário abrir demais em uma curva e assim assumiu a primeira colocação do pelotão, onde ficou até receber a bandeira quadriculada
Warm Up / NATHALIA DE VIVO, do Velo Città
Marcel Visconde soube muito bem aproveitar o erro de Rodolfo Toni na corrida 2 da Porsche GT3 Cup. Neste sábado (15), no Velo Città, o piloto tomou a ponta do pelotão quando o adversário abriu demais em uma curva, segurou os ataques até o final da prova e cruzou a linha de chegada na primeira colocação.

Na classe 3.8, Nelson Monteiro mais vez vez mostrou incrível desempenho em Mogi Guaçu. Aparecendo na primeira posição ainda no início da disputa, manteve a vantagem ao longo dos 25 minutos, não deu abertura para os rivais e assim subiu ao degrau mais alto do pódio.
Marcel Visconde (Foto: Reprodução)
Confira como foi a corrida 2 da Porsche GT3 Cup no Velo Città:

Com a largada autorizada no Velo Città, Rodolfo Toni conseguiu manter a primeira colocação do pelotão, mas Carlos Ambrósio logo o ultrapassou e assumiu o primeiro posto. Quem vinha em terceiro era Rodrigo Mello, com Marcel Visconde e Adalberto Baptista fechando o top-5.
 
Para o fim do pelotão, na classe 3.8, Nelson Monteiro mais uma vez sustentava a primeira colocação da corrida, enquanto Chico Horta vinha em segundo com uma desvantagem de 0s770. Marco Billi aparecia em terceiro.
 
Com cinco minutos de prova rodados, Ambrósio sustentava ainda a primeira colocação, com Toni, Mello, Visconde e Baptista ainda mantendo também as mesmas posições. Na 3.8, Monteiro, Carlos Renaux e Horta fechavam o top-3.
 
Rodolfo Toni, então, em uma bela manobra, conseguiu assumir a primeira colocação na classe 4.0. Mais para trás, Rodrigo Mello e Carlos Ambrósio acabaram se tocando, arruinando a prova dos dois. Com isso, Visconde e Adalberto Baptista assumiram a segunda e terceira colocações e safety-car entrou na pista.
 
A relargada da corrida aconteceu com dez minutos para a bandeira quadriculada. Toni conseguiu manter a primeira colocação, mas teve que se defender dos ataques de Marcel, o segundo. 
 
Paulo Totaro não teve um sábado fácil em Mogi Guaçu. Quando vinha tentando conseguir uma colocação em cima de Chico Horta, acabou tocando com o adversário, rodando e abandonando também a segunda corrida do dia.
 
Na classe 3.8, Monteiro seguia o ótimo desempenho do final de semana, ainda aparecendo na primeira colocação. Renaux era o segundo, com Horta, André Gaidzinski e Sang Ho Kim completando o top-5.
 
Então, em um erro quando sustentava a primeira posição, Rodolfo acabou espalhando demais em uma curva, vendo Visconde assumir a primeira colocação. Adalberto Baptista havia assumido a segunda colocação, mas logo foi superado por Toni em uma bela ultrapassagem.
 
No fim, Visconde cruzou a linha de chegada na primeira colocação e garantiu a vitória sem problemas. Toni foi o segundo, com Adalberto Baptista, De Barros e Tom Filho completando o top-5 da prova.
 
Na classe 3.8, Nelson Monteiro venceu mais uma em Mogi Guaçu. Quem recebeu a bandeira quadriculada na segunda posição foi Renaux, com Horta, Gaidzinski e Sang Ho Kim fecha os cinco primeiros da disputa.