Ator Sean Penn defende exclusão da Bolívia do Dakar de 2014 como pressão anticorrupção

O americano prestou depoimento ao congresso norte-americano sobre o caso do empresário Jacob Ostreicher, que está preso na Bolívia por lavagem de dinheiro e associação a grupos criminosos e corre risco de morte

Duas vezes vencedor do Oscar de melhor ator, Sean Penn defendeu a exclusão da Bolívia do roteiro da edição de 2014 do Rali Dakar. O americano participou de uma audiência no congresso dos Estados Unidos, nesta segunda-feira (20), sobre uma série de visitas que fez ao país do Cone Sul, onde afirmou que a pressão pública – incluindo a dos organizadores e patrocinadores do rali – deveria incitar o país para que ele revisse a corrupção em seu sistema de justiça.

O ator Sean Penn defende que Rali Dakar deixe Bolívia (Foto: Getty Images)

“Ainda é possível para o Rali Dakar excluir a Bolívia”, disse o ator. “A pressão internacional pode ser o que o presidente da Bolívia precisa para finalmente expelir o câncer maligno da corrupção que está matando tanto o sistema de justiça boliviano quanto milhares de pessoas inocentes como Jacob Ostreicher”, declarou.

Penn, conhecido por fazer um trabalho a favor dos direitos humanos, foi convocado a depor ao congresso sobre o caso do empresário Jacob Ostreicher, de 54 anos, que está preso na Bolívia, por lavagem de dinheiro e associação a grupos criminosos.

Segundo a esposa, Ostreicher desenvolveu Mal de Parkinson e perdeu cerca de 22 kg, enquanto esteve preso. Por correr risco de morte, ele foi tratado e está sendo mantido em prisão domiciliar.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube