Jakes é atingido por raio durante etapa do Rali Dakar, mas segue adiante e é 15º mais rápido entre motos

Ivan Jakes tentava superar a combinação de traçado exigente com chuva forte para cruzar a linha de chegada em Jujuy. O eslovaco acabou atingido por um raio, mas conseguiu seguir adiante, mesmo reclamando de tontura

Ivan Jakes, passou por um grande susto nesta quarta-feira (4). Andando de moto, o piloto eslovaco tentava superar as adversidades do terceiro dia de Rali Dakar, que não apenas contava com um dos traçados mais exigentes, como também era disputado sob chuva. Tentando cruzar a linha de chegada em Jujuy, na região norte da Argentina, Jakes acabou atingido por um raio.
 
É evidente que a descarga elétrica foi um golpe duro, mas não impediu Jakes de seguir competindo. O piloto seguiu correndo e conseguiu fechar o dia como 15º mais rápido da classe, resultado que o deixa em 19º na classificação geral. Dos males, certamente é o menor.
 
Mesmo chegando até o fim, o físico de Jakes foi muito afetado pelo raio. O piloto relatou dificuldades em segurar o guidão da moto. Além disso, o eslovaco disse se sentir tonto e com problemas de visão. Ao encerrar as atividades do dia, o representante da KTM foi levado ao hospital de campanha do Dakar, onde foi atendido. 

"Os sintomas que apresentava eram dores do lado esquerdo do corpo e também tinha dificuldades para enxergar, tendo sido levado ao hospital para exames de sangue. Ainda teve um quadro de convulsão no momento que o raio caiu. Entrou pelo corpo, porque o metal da moto atrai a eletricidade do raio, entra pelo corpo e pode migrar para todos os lados. Ele disse que não chegou a cair, mas não se recorda bem o que aconteceu. Ele melhorou, mas continuamos a observar o quadro de evolução", afirmou Marcela Lauko, médica do Rali do Dakar.


"Graças a Deus a ele não colocou os pés no chão, porque teria sido um como um fio terra", disse um membro da equipe do eslovaco.
Ivan Jakes, da equipe KTM, foi atendido após ser atingido por um raio no dia 3 do Dakar (Foto: Reprodução)
Jakes não foi o único a reclamar da forte chuva que atingia o norte argentino. De acordo com o jornal ‘Marca’, diversos pilotos disseram temer as condições da disputa. Além do temporal, a fadiga e a falta de oxigênio, inerentes a um rali disputado 4960 metros acima do nível do mar, também foram um problema.

Ainda não está claro se o incidente pode forçar Jakes a se retirar da competição, de acordo médica. "Depende de todos os resultados e como vai seguir. O eletro não apresentou anomalias, não parece haver nenhum dano no músculo cardíaco. A eletricidade pode causar insuficiência renal, por isso temos de ficar atentos", acrescentou.

Enquanto isso, o espanhol Joan Barreda dominou a disputa e chegou a San Salvador de Jujuy com mais de 13 minutos de vantagem para Sam Sunderland, segundo colocado. Barreda agora lidera a competição.

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube