Rali

Navegador de Loeb critica erro em planilha e diz que Dakar é gerido por “pessoas incapazes”

Navegador de Sébastien Loeb, Daniel Elena disparou contra a organização do Rali Dakar pelo que viu como um erro na planilha da terceira especial. A dupla perdeu cerca de 30 minutos buscando um waypoint que entende que não estava bem sinalizado na planilha

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Daniel Elena não está nada satisfeito com o trabalho da organização do Rali Dakar. O navegador de Sébastien Loeb acusou um erro na planilha da terceira especial, disputada entre San Juan de Marcona e Arequipa, e culpou os responsáveis pela prova pelo tempo perdido no trajeto de 331 km.
 
Por terem vencido a segunda especial, Loeb e Elena foram os responsáveis por abrir o caminho para os carros pela manhã rumo a Arequipa. Nos primeiros quilômetros, o eneacampeão do WRC conseguiu acompanhar o ritmo dos ponteiros, mas acabou perdendo muito tempo na sequência da especial e fechou o dia apenas em 11º, 42min55s atrás de Stéphane Peterhansel, o vencedor do estágio.
 
Decepcionado com o erro, Elena afirmou que segue na prova por sua amizade com Loeb e também por respeito aos patrocinadores e fãs. 
Daniel Elena disse que segue no Dakar por sua amizade com Sébastien Loeb (Foto: Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool)
“Nós saímos para uma nova etapa sem motivação nenhuma. Que todos saibam que se eu estou no carro esta manhã, é por Seb e por nossa amizade, por nossos patrocinadores, pela equipe e por vocês, os fãs”, desabafou Elena. “Quando eu cometo um erro, eu reconheço. Estou enormemente decepcionado por ver que as pessoas que gerem um evento com o renome do Dakar são incapazes”, continuou.
 
“Eu talvez seja um novato nos raids, mas e meus colegas especialistas que viram esse erro na planilha?”, questionou. “Que saibam, senhores organizadores, que a minha cabeça já não está aqui, mas em Monte Carlo e nos meus próximos meses de janeiro que eu não passarei aqui, mas na África Eco Race, porque, sim, a sua modalidade é muito bonita”, ironizou.
 
Esta, aliás, não é a primeira vez que a planilha desta edição recebe criticas. Carlos Sainz já tinha reclamado de uma vala que não estava sinalizada na planilha de quarta-feira.

Ao jornal espanhol ‘Marca’, Sébastien apoiou a posição de Elena e frisou que a planilha estava errada.
 
“Nós reclamamos porque perdemos entre 20 e 30 minutos buscando um waypoint, pois tinha um erro na planilha”, disse Loeb. “Não estava bem marcada a distância em que este waypoint estava”, apontou. 
 
“Nós estávamos na rota correta, mas o sinal não abriu, então demos a volta para buscá-lo, olhando para todos os lados, pensando que estávamos perdidos, mas o problema era a referência ruim da planilha. Nós não merecíamos perder este tempo, porque estávamos navegando bem”, frisou.
 
O multicampeão do WRC acredita que sofreu uma injustiça e, por isso, pede que a organização do Dakar devolva o tempo perdido.
 
“Espero que a organização cancele esta pequena parte de 4 km entre os dois pontos, já que havia um erro. A organização tem que encontrar uma solução que seja justa para todos. Se cancelar essa parte, vai ser justo”, defendeu.
 
Mesmo apoiando as criticas de Elena, Loeb entende que o navegador não se expressou da forma correta.
 
“Meu copiloto está irritado com isso. Eu não vou colocar de maneira tão agressiva quanto ele, mas estou de acordo com o que ele disse. Todos nós cometemos erro. Nós reconhecemos, mas a organização não faz isso”, encerrou.