Em novo 1-2 da X Rally, Marcos Baumgart vence 2ª especial nos carros. Barrichello é 12º

Depois de encarar dois furos de pneu na primeira especial, Lucas Moraes e Kaique Bentivoglio, atuais campeões nos carros, se recuperaram e terminaram em terceiro. Na frente, novo domínio das Toyota Hilux da X Rally Team, desta vez com Marcos Baumgart e Kleber Cincea no topo. Rubens Barrichello fez uma boa estreia

Leia no GRANDE PREMIUM
Como Sertões almeja superar Dakar e ser o maior rali do mundo
A galeria com todos os campeões e as lendas do Sertões

Etapa 2: Bolha 1/DF a Bolha 2/GO – 1ª parte etapa Maratona ‘Renê Melo’
2 de novembro, segunda-feira
Deslocamento inicial: 166 km
Trecho cronometrado: 353 km
Deslocamento final: 0 km
Total: 519 km

Ainda que esteja no seu início, é possível colocar de forma categórica que a X Rally Team está numa outra liga no Sertões 2020. Com as Toyota Hilux IMA, os irmãos Cristian e Marcos Baumgart têm protagonizado as atenções da 28ª edição do maior rali das Américas. Nesta segunda-feira (2), marcada pela estreia de Rubens Barrichello no Sertões, a vitória ficou com a dupla formada por Marcos Baumgart e seu navegador, Kleber Cincea.

A tripulação do carro de numeral #303 completou o percurso de especial da primeira parte da etapa Maratona, batizada em homenagem ao piloto Renê Melo, em 5h25min27s no trecho cronometrado de 354 km, que cruzou o estado de Goiás, fez a travessia pelo Rio Bagagem e passou ao lado do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros para chegar à cidade de Minaçu, norte de Goiás e próximo à divisa com o Tocantins.

Desta vez, Cristian Baumgart e o seu parceiro de prova, o navegador Beco Andreotti, terminaram em segundo. A dupla, que venceu o prólogo e a primeira especial do Sertões 2020, concluiu o dia com 43s de atraso para os vencedores do dia.

Tricampeão brasileiro de Rali Cross-Country, Marcos destacou o fato de ter vencido uma prova em homenagem a um grande nome da história do Sertões. Renê Melo foi bicampeão do rali no começo dos anos 2000 na disputa da classe Production e morreu em maio deste ano, vítima de câncer.

“Para mim, é um privilégio vencer uma etapa batizada com o nome do Renê Melo, vai ficar na história, não tem preço que pague isso. Foi uma especial exigente, e a diferença apertada entre nós e Cristian/Beco mostra isso. Foi decidida nos detalhes, mas o importante é que a festa fique em casa”, comemorou o mais novo dos irmãos Baumgart.

Para Cristian, segundo nesta especial, salientou a dificuldade desta segunda-feira, sobretudo a travessia pelo rio Bagagem. “Foi uma especial difícil, complexa, o rio Bagagem tem muita pedra e exige atenção. Foi um dia completo, teve chuva, trecho liso, trecho seco, sinuoso, saltos… e foi muito prazeroso. É cansativo, mas faz parte do rali”, disse.

“O Marcos e o Kleber estão de parabéns, venceram a especial Renê Melo, e a gente fica muito feliz com isso. Vencemos como equipe em nome dele hoje”, acrescentou.

Leia também: Motul une forças com Sertões, traz expertise de lubrificantes e batiza categoria dos fortes

SERTÕES; SERTÕES 2020; TOYOTA HILUX; MARCOS BAUMGART; KLEBER CINCEA;
Marcos Baumgart e Kleber Cincea venceram a especial 2 do Sertões 2020 (Foto: Eduardo Carvalho/Shez)

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Lucas Moraes e Kaique Bentivoglio, atuais campeões do Sertões, tiveram uma jornada de recuperação. Depois do revés sofrido na primeira especial, com dois pneus furados, o que acarretou uma perda de 20 minutos para Cristian Baumgart e Andreotti, desta vez a dupla, a bordo do Ford X Rally Ranger da equipe MEM Motorsport, se recuperou e conseguiu terminar na terceira colocação. Mesmo assim, com um atraso de 8min44s para os vencedores do dia.

Com outro Ford X Rally Ranger, mas correndo pela mesma equipe dos irmãos Baumgart, Sylvio de Barros e seu navegador, Rafael Capoani, concluíram o dia na quarta colocação, com 11min56s de diferença para os vencedores da especial.

E em quinto terminou o pentacampeão do Sertões, Guilherme Spinelli. ‘Guiga’, em parceria com o tricampeão Youssef Haddad, concluiu a primeira parte da etapa Maratona em 5h46min22s, com 20min54s de diferença para a dupla da Toyota Hilux #303 da X Rally.

O primeiro dentre os pilotos com o buggy construído pela Giaffone Racing foi Thiago Rizzo, que faz dupla com o navegador Léo Magalhães. A tripulação do carro #317 ficou 22min27s atrás de Marcos Baumgart e Cincea, mas deixou para trás outros conjuntos muito fortes. A começar por Marcos Moraes e Fábio Pedroso, a bordo do protótipo T-Rex da equipe MEM Motorsport, na sétima colocação. Fernando Rosset e Marcelo Haseyama e Mauro Guedes e Filipe Bianchini, as duas duplas da X-Rally, fecharam a especial em oitavo e nono, respectivamente.

E Zé Hélio Rodrigues, que fechou em terceiro a primeira especial do Sertões 2020, desta vez foi o décimo ao lado do navegador Lauro Sobreira no ‘buggão’ V8 da Giaffone Racing.

Pela primeira vez em sua carreira, Barrichello fez uma especial de um rali da dimensão do Sertões. Tendo ao seu lado o navegador Edu Bampi a bordo do buggy #357, o duas vezes vice-campeão mundial de Fórmula 1 encarou os mais de 350 km de especial com muita propriedade para conseguir se destacar entre os grandes e experientes nomes que fazem parte da prova.

Barrichello e Bampi concluíram a especial desta segunda-feira com tempo total de 6h28min24s e terminaram na 12ª colocação, com 1h02min56s de diferença para os vencedores do dia.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Com o término da primeira parte da etapa Maratona, os veículos agora ficam em regime de parque fechado até minutos antes da largada da terceira especial do Sertões, de trecho cronometrado de 200 km.

Cristian Baumgart e Beco Andreotti lideram o Sertões 2020 com 1min19s de vantagem para Marcos Baumgart e Cleber Cincea. Sylvio de Barros e Rafael Capoani agora estão em terceiro na classificação geral dos carros com 15min51s de atraso, enquanto Guilherme Spinelli e Youssef Haddad estão em quarto e Lucas Moraes e Kaique Bentivoglio fecham o top-5.

Lucas ressaltou o enorme salto na classificação geral da prova depois de um dia muito complicado.

“Hoje foi muito bom para nós. Saímos de 22º na geral para a quinta posição, demos um salto quântico e fomos os terceiros colocados no dia, atrás apenas das Toyotas. Foi um dia muito difícil, uma das especiais mais difíceis que eu já fiz. Tinha muita pedra, muita serra, trial, laje de pedra, mas o mais importante é que o carro até aqui está em ordem para seguirmos bem amanhã”, disse o atual campeão.

Leia também: De Mogi Guaçu a Barreirinhas e etapa Maratona no início: o roteiro do Sertões 2020
Da luta contra morte ao renascimento: Helena Soares coroa história de um milagre no Sertões

Sertões 2020, classificação geral após etapa 2, carros:

1CRISTIAN BAUMGART
BECO ANDREOTTI
TOYOTA HILUX IMA 9:10:20 
2MARCOS BAUMGART
KLEBER CINCEA
TOYOTA HILUX IMA 9:11:41+0:01:21
3SYLVIO DE BARROS
RAFAEL CAPOANI
FORD X RALLY RANGER 9:26:12+0:15:52
4GUILHERME SPINELLI
YOUSSEF HADDAD
MITSUBISHI TRITON SPORT RACING 9:35:00+0:24:40
5LUCAS MORAES
KAIQUE BENTIVOGLIO
FORD X RALLY RANGER 9:37:30+0:27:10
6THIAGO RIZZO
LEO MAGALHÃES
GIAFFONE RACING BUGGY V8 9:41:05+0:40:21
7MARCOS MORAES
FÁBIO PEDROSO
PROTÓTIPO T-REX 9:50:41+0:30:44
8ZÉ HÉLIO RODRIGUES
LAURO SOBREIRA
GIAFFONE RACING BUGGY V8 9:55:29+0:45:09
9MAURO GUEDES
FILIPE BIANCHINI
FORD X RALLY RANGER 9:59:33+0:49:13
10FERNANDO ROSSET
MARCELO HASEYAMA
FORD X RALLY RANGER 10:02:52+0:52:32

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube