Caso de fraude milionária na Saúde no RJ envolve nome de Bia Figueiredo

A operação que prendeu cinco membros de uma organização social, dentre eles o sogro e o marido da pilota brasileira, por um desvio de R$ 9 milhões envolve empresa registrada no nome de Bia

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECC/MPRJ), realizou nesta quinta-feira (25) a operação Pagão, para cumprir sete mandados de prisão e 14 de busca e apreensão expedidos contra 12 denunciados por organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. Os denunciados são integrantes da organização social de saúde Instituto dos Lagos Rio e são acusados de desviar mais de R$ 9 milhões dos cofres públicos estaduais. O caso envolve o nome de Bia Figueiredo.

De acordo com a denúncia, o Instituto dos Lagos Rio, que tem como responsáveis Juracy Batista e o filho, Fábio Souza, respectivamente sogro e marido de Bia, teve empenhados em seu favor R$ 649 milhões entre os anos de 2012 e 2019, para a gestão de unidades de saúde do estado do Rio de Janeiro, “tendo comprovadamente desviado parte substancial dos valores”. A denúncia demonstra, ainda, que “a organização social sequer dispunha de aptidão para assinar contratos de gestão com o Estado, mas forjou sua capacitação técnica graças a obtenção de atestados técnicos falsos”.

Ainda, o desvio de dinheiro público se dava com o pagamento de valores superfaturados em favor de empresas, sob o pretexto da aquisição de produtos ou terceirização de serviços necessários ao atendimento das UPAs e Hospitais administrados pelo Instituto Lagos Rio.

Também segundo a denúncia do Ministério Público, a ação narra que as contratações de serviços e as aquisições eram direcionadas para empresas pré-selecionadas, controladas ou previamente ajustadas para o esquema.

Uma das empresas beneficiadas era a F71, que pertencia a Juracy e Fábio. A F71, segundo a investigação, transferiu um valor total de R$ 1.576.000 para a B3Três, empresa de Bia Figueiredo. A promotoria indicou que se trata de uma “empresa de papel” para ocultar os pagamentos feitos à F71, segundo reportagem da TV Globo, que revelou parte da denúncia.

Marido de Bia Figueiredo foi preso nesta manhã (Foto: Reprodução)
Paddockast #67 | Barrichello melhor que Schumacher?
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

Outros documentos apontam pagamentos diretos da F71 à B3Três para uso de Bia na Stock Car.

Depois que o pagamento superfaturado era realizado, o repasse dos valores excedentes era feito aos dirigentes da organização criminosa ou para terceiros indicados por eles. Segundo o GAECC/MPRJ, o repasse ocorria com dinheiro em espécie, sacados “na boca do caixa”, de modo a ocultar a verdadeira destinação dos recursos públicos desviados ou ainda utilizando empresas “de fachada”.

Juracy e Fábio, segundo a investigação, tiveram papel central no comando da operação criminosa. Também foram denunciados Fernanda de Souza Risden (cunhada de Bia), José Marcus Antunes de Andrade e os ex-dirigentes Sildiney Gomes Costa, José Carlos Jorge Lima Buechem, Hugo Mosca Filho. Os empresários apontados como integrantes do esquema são Renê Borges Guimarães, José Antonio Sabino Júnior, José Pedro Mota De Sousa Ferreira, José Antônio Carauta de Souza Filho e Gustavo de Carvalho Meres. A denúncia foi recebida pelo Juízo da 35ª Vara Criminal da Capital.

A repercussão da denúncia levou Bia a apagar suas redes sociais. Procurada pelo GRANDE PRÊMIO, a pilota não se manifestou. A assessoria da Ipiranga Racing, equipe de Bia na Stock Car, afirmou que foi pega de surpresa com a investigação e decidiu suspender o acordo de patrocínio.

Bia está na reta final da gravidez. O nascimento do primeiro filho da pilota é previsto para o início de julho.

*Com Juliana Tesser, Nathalia de Vivo, Felipe Noronha e Victor Martins

Postagem de Bia às vésperas das eleições de 2018 mostrava seu apoio ao “combate à corrupção” (Foto: Reprodução)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube