Stock Car fica à mercê da Band. Até parece crítica, mas é aposta válida

A Stock Car decidiu que, a partir da próxima etapa de 2021, terá duas corridas de 30 minutos. Um aumento justo e correto, e que mostra também a força da Band nessa nova fase

Daniel Serra e Ricardo Maurício venceram as corridas da rodada dupla e Goiânia da Stock Car (Vídeo: Stock Car)

Os ligeirinhos que gostam só de ler o título, ‘printar’ e distribuir pelos grupos de WhatsApp terão certa dificuldade com a manchete desta análise, mas podem se esforçar para cortar a segunda frase e deixar só a inicial: Stock Car fica à mercê da Band. Fora de contexto, podem até dizer que é um crítica. Quem ler saberá que não: é um elogio a uma aposta muito válida.

Qual o contexto? Pois bem: na última terça-feira (28) a categoria anunciou que, a partir da segunda etapa da temporada 2021, o modelo de corridas aplicados em Goiânia, na abertura do campeonato, será alterado. Agora, cada etapa terá duas corridas de 30 minutos, contra as de 25 e 20 minutos vista no Centro Oeste nacional.

Web Stories: conheça TODOS OS CARROS da Stock Car 2021
Web Stories: conheça TODOS OS PILOTOS da Stock Car 2021

Stock Car abriu seu ano em Goiânia (Foto: José Mário Dias/Shell)

E qual a relação dessa decisão com a Band: bem, a direção da Stock Car informou que a mudança foi feita após a audiência das corrias do último domingo ter agradado a emissora paulista. Bem, é verdade: com picos de 2,4 pontos, de fato a marca foi ótima.

Mas havia sido a própria Band a pedir o encurtamento das etapas: ela havia liberado uma hora de sua programação dentro do ‘Show do Esporte’ para tal, e por isso a Stock Car já havia trocado o modelo original. Este era de uma corrida por etapa, sem intervalo. Com o pedido de encaixe, mudou para as citadas corridas de 25 e 20 minutos.

Agora, a segunda troca veio, e de novo por pedido do canal aberto. Por isso, o uso de “à mercê”, expressão que, usualmente, denota dependência negativa. Não é o caso. Depender da Band é melhor caminho que a categoria pode seguir.

Ter essa exposição, e se continuar com tal audiência (quiçá aumentá-la), é tudo que a categoria precisa, já que escondida em canal pago, como era até 2020 com corridas só no SporTV 2 (que se mantém para 2021, claro, com direito a Everaldo Marques no comando da abertura), as marcas eram vistas de forma diminuta.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Stock Car em Goiânia (Foto: José Mário Dias/Shell)

O único porém da decisão é a fluidez, digamos assim, com que o formato foi mudado já com a temporada em andamento. É importante citar que, por mais que os pilotos possam fazer quatro descartes antes da decisão ao final do ano, eles podem não conseguir anular o de Goiânia. E que muitos foram prejudicados com o safety-car longo, demorado, visto na corrida 2.

Que não se mude mais. 30 + 30 é bom – não é curto o suficiente para o público ficar reclamando em redes sociais, nem longo para que fique repetitivo, maçante. Mas precisa virar o padrão – queira a Band, queira a Stock Car, queira os fãs.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube