Truck

Copa Truck promove intercâmbio de pilotos na Argentina e Canapino testa dois caminhões

Agustín Canapino, piloto da Top Race, passou por um intensivão com Leandro Totti e teve a oportunidade de pilotar um Mercedes-Benz e um Iveco na pista de Buenos Aires. E Beto Monteiro deu algumas voltas no protótipo argentino

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
No último fim de semana, a Copa Truck correu em Buenos Aires, na Argentina, em sua primeira prova fora do Brasil. E os caminhões brasileiros acabaram por dividir a pista do rápido circuito Juan y Oscar Galvez com os carros da argentina Top Race.
 
O intercâmbio entre as duas categorias incluiu uma ação promocional de troca de pilotos. De um lado, Agustín Canapino, um dos principais nomes da Top Race, teve a oportunidade de andar nos caminhões Mercedes-Benz de Leandro Totti e Iveco de Beto Monteiro. Por outro lado, Monteiro recebeu a chance de andar num protótipo argentino.
Agustín Canapino com Leandro Totti (Foto: Duda Bairros)
Primeiro, Canapino andou ao lado de Totti para conhecer melhor o caminhão e receber algumas dicas de pilotagem. Depois, assumiu o controle do Iveco #88 sozinho. Atual vice-líder da Top Race, Canapino disse ter gostado da experiência. 
 
“Foi divertido. Agradeço à Copa Truck porque me convidou não só para ser navegante, senão também para dirigi-lo. Corrida de caminhão é outro esporte. É difícil frear porque o caminhão faz tudo diferente. Na reta tem muita potência e também foi complicado me acostumar com o câmbio. Tem alta e baixa, coisa que nunca tinha dirigido”, destacou Canapino.
 
O argentino, aliás, não descartou a possibilidade de competir na Copa Truck no futuro. “Nunca digo nunca para nada. É uma categoria renascida que tem muito êxito e chama muito a atenção pelo que significa ver correr caminhões”, completou.
 
Mentor de Canapino, Totti elogiou o comportamento do argentino ao volante do caminhão: “Fui de carona em uma volta e depois ele foi sozinho. O cara é realmente um piloto incrível, sabe dominar todos os tipos de máquina, desde Copa Truck a Stock Car, Top Race, TC, e o que mais tiver rodas”.
Agustín Canapino e Beto Monteiro (Foto: Duda Bairros)
Do outro lado da história, coube a Beto Monteiro o privilégio de dar algumas voltinhas no protótipo de Canapino. “São carros muito rápidos e prazerosos de guiar. E aproveitei para conhecer melhor a pista, também! Guiar carro e caminhão no mesmo dia não tem como ser ruim”, falou Monteiro, que já correu de Stock Car.
 
Além da troca veículos entre Canapino e Monteiro, o público presente no autódromo pôde acompanhar um desafio de velocidade na reta dos boxes entre o caminhão e o carro. Felipe Giaffone representou a Copa Truck e Diego Ciantini foi o nome da Top Race. “É muito legal esse tipo de interação entre duas categorias tão boas quanto a Top Race e a Copa Truck. A atenção que recebemos foi incrível”, disse o vencedor das duas corridas na Argentina.
Diego Ciantini e Felipe Giaffone (Foto: Duda Bairros)