Di Grassi é confirmado na etapa de Macau na categoria GT pilotando uma Ferrari F458

Lucas Di Grassi vai disputar a etapa de Macau na categoria GT. Essa será a primeira vez em que o brasileiro retorna à antiga colônia portuguesa desde a vitória no GP de 2005, quando superou Robert Kubica e Sebastian Vettel

Lucas Di Grassi é mais um brasileiro confirmado para a disputa do GP de Macau. Entretanto, ao contrário de Pipo Derani e Felipe Nasr, o ex-piloto da Virgin na F1 não vai tomar parte da corrida de F3. O paulista vai competir na corrida da categoria GT a bordo de uma Ferrari F458 da equipe AF Corse.

Essa será a primeira vez que Di Grassi retorna ao antigo enclave português na China desde a vitória na edição de 2005 da F3, quando superou Robert Kubica e Sebastian Vettel.

Lucas Di Grassi estará de volta a Macau, onde venceu em 2005 (Foto: Rodrigo Berton / Agência Warm Up)

Desde que deixou a F1, Lucas assumiu a função de piloto de testes da Pirelli e disputou as 6 Horas de São Paulo, do Mundial de Endurance, pela Audi. O piloto também está confirmado para participar da corrida da V8 Supercars, em Gold Coast, na próxima semana.

Outro nome forte na competição será de Edoardo Mortara, que pilotará um Audi R8 LMS.  O italiano, aliás, é o atual vencedor da corrida na categoria GT, além de ser o único piloto com dois títulos na F3, tendo vencido as provas de 2009 e 2010.

Apesar da concorrência maior neste ano, Mortara não se mostrou preocupado. “Quanto mais forte for a competição, melhor para mim”, disse.

Outros pilotos convidados foram o francês Romain Dumas, que também compete pela Audi no Mundial de Endurance, mas vai pilotar um Porsche na Ásia. O britânico Danny Watts, em uma McLaren, completa o grid de notórios.

A corrida de Macau está marcada para o dia 18 de novembro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube