F1
08/06/2018 05:00

Hamilton fala em desigualdade racial e de gênero em premiações no esporte e critica “sociedade da idade das pedras”

Lewis Hamilton falou sobre alguns temas delicados envolvendo a premiação financeira no esporte. O tetracampeão do mundo citou o exemplo de Serena Williams e disse que a lista da 'Forbes' com 100 atletas mais bem pagos do mundo e nenhuma mulher indica uma sociedade completamente atrasada
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

Lewis Hamilton chamou a atenção no Canadá ao ser questionado a respeito da lista dos 100 atletas mais bem pagos do mundo recentemente divulgada pela revista 'Forbes'. O tetracampeão do mundo fez duras críticas à sociedade em geral, afirmando ser um absurdo não ter nenhuma mulher no top-100 e colocando Serena Williams como uma das maiores atletas de todos os tempos. Ainda, Lewis falou da desigualdade racial no mesmo tema.
 
Para Hamilton, não há justificativa para tamanha desigualdade entre os gêneros no esporte. Na lista da revista, 100 homens, entre jogadores de futebol, futebol americano, golfe, tênis, lutadores, entre outros.
 
"Essa lista só mostra como o mundo está atrasado. Não há nenhuma razão que explique uma mulher não ganhar o mesmo que um homem. As mulheres dominam, não consigo entender como não podem ganhar igual os homens. Isso quer dizer que estamos na idade das pedras e que isso precisa mudar. Quando? Não sei dizer", disse.
Lewis Hamilton criticou muito a sociedade (Foto: AFP)

Serena é o maior exemplo de atleta que não poderia estar, de jeito algum, fora da lista. Para Hamilton, a americana campeã de todos os torneios do Grand Slam - no mínimo três vezes em cada - está no top-3 de esportistas de todos os tempos.
 
"Serena está entre os três maiores atletas de todos os tempos. Acima de quase todo mundo dessa lista, isso se não estiver acima de todos. Não faz sentido ela estar de fora", seguiu.
 
Hamilton falou também da desigualdade racial nas premiações e, mais uma vez, tornou a criticar a sociedade retrógrada. 
 
"A Serena já falou bastante de como é difícil. Ela teve muito mais resultados, por exemplo, que a Sharapova, mas a Sharapova e outros atletas brancos seguiam ganhando mais do que ela. Essa ainda é uma briga que temos na sociedade e que vamos levar tempo até mudar o cenário", completou.


Últimas Notícias
segunda-feira, 25 de junho de 2018
F1
MotoGP
F1
Indy
F1
F3
Superbike
F1
Mitsubishi
F1
Nascar
Motociclismo
F1
F2
F1
Galerias de Imagens
Facebook