F1
11/11/2015 20:45

Lotus faz pagamento para uso do espaço em Interlagos e finalmente é liberada para trabalhar no GP do Brasil

A Lotus conseguiu quitar o pagamento que devia aos organizadores do GP do Brasil pelo espaço no autódromo de Interlagos e agora já trabalha nos preparativos para a etapa deste fim de semana. A esquadra havia sido impedida de entrar em seus boxes nesta quarta-feira
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

Está tudo certo com a Lotus. Depois de ver seguranças impedindo o trabalho dos mecânicos nos preparativos para o fim de semana em Interlagos, a equipe de Enstone agora recebeu a autorização para entrar em seus boxes no autódromo paulistano, que sedia a penúltima etapa da F1 em 2015.
 
Nesta quarta-feira (11) pela manhã, seguranças foram colocados na porta das garagens com a ordem de não deixarem ninguém entrar. O cenário era praticamente o mesmo do GP do Japão deste ano, quando o time também se viu impedido de usar seus boxes e camarotes. Tudo por conta da falta de pagamento aos promotores da etapa japonesa. 
Os mecânicos da Lotus já trabalham nos boxes em Interlagos (Foto: Reprodução/Twitter)

Lá em Suzuka, a situação foi realmente crítica. Os mecânicos, engenheiros, funcionários e até os pilotos precisaram contar com a ajuda das rivais até para alimentação. 
 
Além da confusão no Japão, a Lotus também enfrentou contratempos em Spa-Francorchamps, no fim de agosto, quando foi impedida de deixar a pista por conta de uma pendência jurídica movido pelo ex-piloto reserva da equipe, Charles Pic.

A equipe preta e dourada atravessa uma grave crise financeira e quase teve de ser colocada sob administração judicial. Quem tenta salvá-la é a Renault. A montadora francesa pretende voltar a ter equipe na F1 e já assinou uma carta de intenção de compra da Lotus. Engenheiros da fabricante gaulesa, inclusive, já trabalham na sede do time, em Enstone, na Inglaterra. 
 
Agora a equipe de Romain Grosjean e Pastor Maldonado realizou os pagamentos que faltavam aos organizadores do GP do Brasil e teve o acesso liberado. O valor quitado foi de cerca de US$ 25 mil (aproximadamente R$ 94 mil) aos promotores brasileiros de custos que se referem aos boxes e aos serviços adicionais.

O GRANDE PRÊMIO cobre o GP do Brasil neste fim de semana com grande equipe: Flavio Gomes, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Rodrigo Berton. Acompanhe aqui.
PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ
 

Massa é direto: o GP de Cingapura de 2008, aquele da armação protagonizada por Nelsinho Piquet, deveria ter sido...

Posted by Grande Prêmio on Quarta, 11 de novembro de 2015


Últimas Notícias
sexta-feira, 19 de janeiro de 2018
MotoGP
Rali
Outras
MotoGP
F1
F1
F1
F-E
F1
F1
F1
F1
quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
F1
Rali
Rali
Galerias de Imagens
Facebook