F1
30/06/2018 13:25

Vettel é punido por bloquear Sainz no fim do Q2, perde três posições no grid e larga em sexto na Áustria

Sebastian Vettel vê mais distante a chance de lutar pela vitória neste domingo na Áustria. O alemão, que depositava fé no ritmo de corrida da Ferrari para lutar contra a Mercedes, perdeu três posições como punição por ter bloqueado a passagem de Carlos Sainz no fim do Q2. Assim, Kimi Räikkönen, Max Verstappen e Romain Grosjean ganham uma posição, enquanto Vettel vai fechar a terceira fila do grid
Warm Up / Redação GP,  de Sumaré
 Sebastian Vettel (Foto: AFP)

A fase não é mesmo das melhores para Sebastian Vettel. O tetracampeão mundial sofreu uma punição horas depois do desfecho da classificação do GP da Áustria, na tarde deste sábado (30), e perdeu três posições no grid de largada, caindo de terceiro para sexto. Vettel foi sancionado por ter sido considerado culpado por ter bloqueado a passagem da Renault de Carlos Sainz no fim do Q2, na passagem pela curva 1. Os pedidos de desculpas do piloto alemão não foram suficientes para sensibilizar os comissários, que optaram por aplicar a punição.
 
Depois de um período de análise dos comissários, ficou determinada a perda de três posições, além também de um ponto na carteira de infrações. Seb tem assim seis pontos no período de 12 meses.

Assim, Vettel vai dividir a terceira fila do grid de largada no Red Bull Ring com a Haas de Romain Grosjean. Kimi Räikkönen e Max Verstappen também ganharam uma posição com a punição imposta ao alemão e vão largar lado a lado na segunda fila do grid.
Sebastian Vettel foi punido e vai largar na terceira fila. Lado a lado com Romain Grosjean (Foto: Ferrari)
Logo após o fim da classificação, Vettel explicou o incidente e alegou que não foi comunicado pela Ferrari sobre a proximidade de Sainz, o que acabou resultando no bloqueio do espanhol.
 
“Passei por ele na minha volta rápida, e então fiquei olhando na reta principal e não o vi. Achei que ele deveria estar em algum lugar na curva 1, mas acabou que ele estava tentando fazer uma volta rápida, mas não pude vê-lo e não me avisaram no rádio, então só posso pedir desculpas a ele. Não foi a minha intenção”, assegurou o piloto da Ferrari.

O comunicado emitido pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) neste sábado deixa claro que Vettel deveria ter ciência da aproximação de Sainz independente de ter sido avisado pela equipe.

“É o entendimento dos comissários que, apesar da ausência de uma chamada de rádio, o piloto do carro #5 estava ciente da questão da visão traseira com seus retrovisores e não deveria estar tão lento na tangência de corrida durante uma volta de retorno na classificação. Tendo analisado todos os incidentes desde o começo de 2016, a punição com a perda de três posições é consistente com todos os outros incidentes semelhantes”, diz a entidade.
 
A notícia acaba sendo a melhor possível para a dupla da Mercedes e, sobretudo, Lewis Hamilton, que batalha contra Vettel pelo título mundial. Sem a proximidade do carro #5 da Ferrari, o britânico tem caminho um pouco mais facilitado para ter uma corrida tranquila mesmo se Valtteri Bottas, o grande pole-position, mostrar um ritmo melhor na tarde deste domingo.
LISTRAS LISÉRGICAS

COM CHICANE E CORES POLÊMICAS, PAUL RICARD DIVIDE OPINIÕES