DTM bane comunicação por rádio para temporada 2017: “O piloto precisa tomar decisões por si só”

Em condições de bandeira verde, pilotos e equipes do DTM não vão poder conversar. A comunicação por rádio passa a ser autorizada apenas em condições de bandeira amarela ou safety-car. A medida visa aumentar a responsabilidade dos competidores

 
A temporada 2017 do DTM começa com uma grande novidade no regulamento esportivo. Pioneira, a categoria alemã decidiu banir por completo a comunicação por rádio entre piloto e equipe. O objetivo da medida é aumentar a responsabilidade dos competidores, que precisam “tomar decisões por si só”.
 
“Queremos que o esporte esteja no centro das atenções. O DTM conta com um grid fora de série, com fortes pilotos, e os fãs querem acompanhar isso nas corridas”, disse Gerhard Berger, agora promotor da categoria.
 
O banimento só não será aplicado em situações de bandeira amarela e safety-car, quando equipes poderão avisar sobre possíveis acidentes na pista – uma questão de segurança, portanto. De resto, vai ser preciso confiar nas informações transmitidas através de placas no pit-lane.
O DTM vai enfrentar grandes mudanças em 2017 (Foto: DTM)
“O piloto precisa ser mais responsável e tomar decisões por si só”, apontou o DTM, através de comunicado. “Comunicação entre equipe e piloto ficam limitadas às placas na reta principal. O banimento não é aplicado em situações excepcionais: quando o carro está nos boxes e em situações de bandeira amarela e safety-car”, citou.
 
A categoria também mudou outros pontos do regulamento esportivo, mas de menor magnitude. O uso do DRS por corrida, por exemplo, foi simplificado – ao invés de um número que varia de corrida para corrida, o uso do dispositivo passa a ter o padrão de três ativações por prova.
 
O treino classificatório também passa a contar pontos. E não apenas para o pole-position, que soma 3 – o segundo no grid leva 2, enquanto o terceiro fica com 1.
 
A primeira etapa do DTM em 2017 vai ser disputada no próximo final de semana, em Hockenheim.
 
PADDOCK GP #75 DEBATE: FERNANDO ALONSO VAI SE DAR BEM NA INDY 500?

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar