24 horas após sofrer grave acidente em Sóchi, Sainz recebe alta médica e disputa GP da Rússia de F1

Refeito do enorme susto um dia depois de bater muito forte em uma barreira de proteção postada na curva 13 do circuito do Parque Olímpico de Sóchi, Carlos Sainz Jr. apareceu no paddock e, com a bênção da Toro Rosso, vai disputar logo mais o GP da Rússia. O jovem espanhol larga em 20º

Carlos Sainz Jr. vai disputar o GP da Rússia de F1, 15ª etapa da temporada 2015, neste domingo (11). Sua participação na prova foi posta em xeque em virtude de um gravíssimo acidente sofrido na manhã de sábado, durante o terceiro treino livre, quando perdeu o controle do seu carro e bateu de frente em meio a uma barreira de proteção postada na curva 13. Após ter sido submetido a uma bateria de exames pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) na manhã deste domingo, Sainz foi liberado para disputar a prova.

“Na sequência do comunicado emitido nesta manhã pela FIA para a mídia, no qual declara Carlos Sainz apto a correr, a Scuderia Toro Rosso está feliz em confirmar que Carlos será parte do GP da Rússia de hoje aqui em Sóchi”, confirmou a equipe de Faenza, também em comunicado.

Ao lado do chefe da Toro Rosso, Franz Tost, Carlos Sainz é confirmado no grid do GP da Rússia (Foto: Toro Rosso/Twitter)

Removido totalmente consciente ao Hospital 4 de Sóchi depois da fortíssima batida, o jovem espanhol de 21 anos foi submetido a uma série de exames para checar seu real estado de saúde. Não foi constatada nenhuma fratura ou trauma de qualquer tipo. Inicialmente, o piloto tinha sido recomendado pela junta médica que o atendeu a passar a noite sob observação no hospital, mas acabou por ser liberado no começo da noite.

Sainz deixou o hospital e foi jantar com Fernando Alonso, compatriota e amigo de Carlos que neste fim de semana comemora o fim de semana do seu 250º GP na F1. O bicampeão do mundo fez um convite ao piloto da Toro Rosso, que prontamente aceitou. Clinicamente bem depois de um impacto tão forte, quase a 310 km/h, Sainz estava preparado para voltar a acelerar.

Após ter recebido alta médica, Sainz chegou a dizer que estava se sentindo um pouco dolorido, sobretudo nas costas e no pescoço, mas garantiu que estava “totalmente pronto para ver o que ia acontecer”. E após mais uma série de exames, Carlos foi autorizado a correr pela FIA, que o liberou depois de passar por um teste na manhã deste domingo com o delegado médico da entidade, Professor Jean-Charles Piette.

“Em conformidade com os procedimentos normais, o piloto da Scuderia Toro Rosso, Carlos Sainz, foi examinado nesta manhã pelo delegado médico da FIA e pelo chefe da junta médica no Centro Médico do Circuito de Sóchi. Após este exame, o piloto foi declarado apto a correr no GP da Rússia de hoje”, informou a FIA por meio de comunicado.

Desta forma, por não ter participado do treino classificatório do último sábado, Sainz vai largar em 20º e último lugar. Com esperança em vê-lo alinhar para a corrida, a Toro Rosso trabalhou duro para deixar seu carro pronto e em condições para a prova, mesmo depois de enormes danos causados pela batida em Sóchi.

TEMPO REAL: acompanhe no GRANDE PRÊMIO o GP da Rússia de F1.

 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

E a manhã de domingo apresenta boas notícias. Carlos Sainz vai disputar o GP da Rússia logo…

Posted by Grande Prêmio on Domingo, 11 de outubro de 2015

VIU ESSA? ACIDENTE EM PRELIMINAR DA V8 SUPERCARS ACABA COM CARRO DESINTEGRADO

determinarTipoPlayer(“15639596”, “2”, “0”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube