F1

Acidente causado por tampa de bueiro antecipa fim do treino livre, e Vettel lidera sexta-feira na Malásia

Depois da chuva forte da manhã, a tarde malaia se mostrou mais amena e, com pista seca, a Ferrari reinou em Sepang nesta sexta-feira (29). Sebastian Vettel foi o mais veloz na segunda sessão de treinos livres e puxou a dobradinha vermelha com Kimi Räikkönen em segundo. Líder do campeonato, Lewis Hamilton ficou apenas em sexto, atrás até de Fernando Alonso. Felipe Massa completou o dia em 12º

Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba


Depois da tempestade, a calmaria. Ou melhor, a normalidade e a redenção. Com a pista seca na tarde malaia desta sexta-feira (29), a Ferrari dominou as ações em Sepang, quase como uma resposta ao que aconteceu em Singapura, 15 dias atrás. Sebastian Vettel foi rápido tanto com pneus macios quanto com os supermacios. Mas foi com os vermelhos que impressionou. O tetracampeão virou 1min31s261 em sua melhor passagem e ainda estabeleceu um novo recorde para o traçado da Malásia. A performance foi tão dominante que a diferença para Kimi Räikkönen ficou na casa de 0s6. 
 
Logo atrás dos dois ferraristas, a lista de tempos viu a Red Bull. Mais rápida com asfalto molhado, a equipe austríaca conseguiu imprimir um ritmo bem honesto à tarde, colocando Daniel Ricciardo na terceira colocação, logo à frente do colega Max Verstappen. Fernando Alonso surpreendeu mais uma vez e surgiu na cola dos tetracampeões. O espanhol foi capaz de colocar a McLaren Honda no quarto posto. 

E a Mercedes, hein? Os líderes do campeonato não viveram um dia dos melhores na Malásia. Em nenhum momento conseguiram se colocar fortes frente à Ferrari, e Lewis Hamilton foi o melhor da equipe alemã, com a sexta colocação. Valtteri Bottas foi o sétimo, seguido por Sergio Pérez, Nico Hülkenberg e Esteban Ocon. Felipe Massa terminou apenas em 12º.

A sessão ainda acabou mais cedo, mas agora por conta de um forte acidente. Durante a simulação de corrida, Romain Grosjean atingiu uma tampa de bueiro solta na curva 13 e se chocou com a barreira de proteção. Por conta dos reparos da pista, a direção de prova decidiu antecipar o fim da sessão. O francês da Haas nada sofreu no impacto.
Tampa de bueiro causou acidente de Grosjean (Foto: Reprodução/TV)
Confira como foi o segundo treino livre da F1 na Malásia

Depois de uma manhã chuvosa e que provocou um atraso nas ações do primeiro treino livre, a tarde malaia teve início com pista seca, mas com temperaturas altas. Os termômetros registravam 30ºC, enquanto no asfalto a marca estava em 40ºC, sendo que a umidade relativa do ar girava em torno dos 67%. E foi diante deste cenário, que os carros ganharam o Autódromo Internacional de Sepang. 
 

A Sauber foi a primeira a sair, com Marcus Ericsson de volta ao cockpit. Pascal Wehrlein veio na sequência, seguido pelos pilotos da Toro Rosso e da Haas. E toda essa gente optou por iniciar seus stints com os pneus slicks macios, deixando claro a melhora nas condições do asfalto na comparação com a sessão inicial do dia. Além dos amarelos, a Pirelli levou para Kuala Lumpur os compostos supermacios (vermelhos) e médios (brancos). 
 
E, diferente da primeira sessão, a segunda já começou bem agitada, com todo mundo atrás de tempo. Quem primeiro apareceu como referência foi Kimi Räikkönen. Guiando com os pneus macios, o finlandês virou 1min33s486. Sebastian Vettel surgia 0s3 atrás, seguido aí por Valtteri Bottas e Felipe Massa – o brasileiro foi logo à pista porque, pela manhã, acabou sem tempo devido a uma falha hidráulica. Massa cravou a quarta marca usando já os supermacios. Lance Stroll repetiu o colega e também iniciou seu trabalho com os compostos vermelhos.
 
Com pouco mais de dez minutos de treino, a Red Bull surgiu na frente com Max Verstappen. O líder da sessão 1 do dia foi imediatamente rápido e virou 1min32s729, pulando para P1. Enquanto isso, nos boxes, a Toro Rosso vivia um drama com o estreante Pierre Gasly. Quando o francês voltou aos pits, uma fumaça vinda da traseira do carro tomou conta da frente da garagem, evidenciando uma falha de motor. Ainda assim, Gasly foi capaz de voltar ao treinos minutos mais tarde. 
 
Na pista, Verstappen seguia 0s097 melhor que Räikkönen. Vettel, Daniel Ricciardo, Bottas, Esteban Ocon, Massa, Lewis Hamilton, Romain Grosjean e Sergio Pérez formavam o top-10 provisório. De toda a tabela, apenas Felipe, Stroll, Alonso e Stoffel Vandoorne escolheram o composto supermacios para dar início ao stint. O restante do grid preferiu testar os macios antes. Carlos Sainz foi o único a andar com os médios nesta primeira fase de sessão. Mas até ele mudou para os amarelos na sequência.
Lewis Hamilton foi parar a brita depois de perder o carro na freada da curva 7 (Foto: Reprodução/TV)

Com 15 minutos de ação, Vettel apareceu na ponta. O alemão da Ferrari surgiu com 1min32s566, batendo em 0s173 a marca do holandês. A marca do tetracampeão ainda bateu o recorde da pista malaia (!). Enquanto isso, o líder do campeonato vinha 0s772 atrás do rival. Já Bottas deu um passeio na grama depois de errar na curva 10, logo após uma ultrapassagem em cima de Massa. Outro que também deu uma escapadinha foi Stroll. E nem Hamilton passou ileso. O tricampeão perdeu a traseira da Mercedes #44 entre as curvas 7 e 8 e foi parar lá na brita. Sainz foi o quarto a ir visitar a área de escape. E tudo isso com menos de 30 minutos de sessão.
 
Aliás, neste ponto do treino, a tabela estava assim: Vettel, Verstappen, Räikkönen, Ricciardo, Hamilton, Bottas, Ocon, Massa, Stroll, Sainz, Grosjean, Pérez, Vandoorne, Magnussen, Hülkenberg, Alonso, Palmer, Wehrlein, Gasly e Ericsson. 

Quando a sessão entrou na uma hora final, muita gente decidiu já testar os pneus supermacios. Hülkenberg foi o primeiro a sair e logo se colocou em quinto. Depois, vieram os dois carros da Red Bull, além do jovem Gasly. Aí o australiano baixou a marca de Vettel e virou 1min32s099, assumindo a ponta. Enquanto isso, Max apareceu em terceiro. E Sebastian, Kimi e Massa também decidiram ir à pista de vermelhos. 

Aí Vettel voou para registrar 1min31s261 e retomar a liderança. A marca ainda foi 0s6 mais veloz que o companheiro Räikkönen. E 0s8 melhor que Ricciardo. Detalhe: todos usando pneus supermacios. Enquanto isso, Hamilton vinha apenas em sétimo, mas sem voltas com os vermelhos. O primeiro a tentar o stint com o composto mais macios da Mercedes foi Bottas, que conseguiu se colocar em quinto, mas muito longe dos ferrarista: 1s4. 
Sebastian Vettel foi imediatamente veloz com os supermacios em Sepang (Foto: Ferrari)

Depois daquele erro na primeira parte da sessão, Hamilton só voltou à pista com quase 40 minutos de treino. O tricampeão já veio com os supermacios. Mas não conseguiu fazer frente à Ferrari. Lewis se colocou em quinto, mais de 1s atrás do rival alemão. O desempenho deixou evidente a dificuldade dos líderes do campeonato em encontrar o melhor acerto para o W08. Enquanto isso, a Ferrari pareceu mais à vontade e foi imediatamente veloz.

Aí a sessão entrou na meia hora final. E como sempre acontece, as equipes trataram de começar as simulações de corrida, avaliando os dois tipos de pneus – supermacios e macios – com mais ou menos peso no carro. Só que o trabalho acabou interrompido por um forte acidente com Romain Grosjean.

O francês da Haas atingiu uma tampa de bueiro que estava solta na zebra da curva 13. O impacto arrebentou a roda traseira direita e jogou o piloto na barreira de proteção. Grosjean nada sofreu, mas a direção de prova, que havia acionado imediatamente a bandeira vermelha, decidiu encerrar a sessão mais cedo para os reparos necessários.

Agora, a F1 volta neste sábado para mais um treino livre e a classificação, que vai definir as posições de largada do GP da Malásia. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da F1 na Malásia AO VIVO e em TEMPO REAL, com livetiming e gráfico interativo.
Romain Grosjean bateu forte em Sepang (Foto: Reprodução/Twitter)

F1 2017, GP da Malásia, Sepang, treino livre 2:
 
1   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:31.261   23
2   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari 1:31.865 +0.604 19
3   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:32.099 +0.838 19
4   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:32.109 +0.848 11
5   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda 1:32.564 +1.303 14
6   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:32.677 +1.416 15
7   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:32.720 +1.459 21
8   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes 1:32.862 +1.601 20
9   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:33.060 +1.799 24
10   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes 1:33.096 +1.835 24
11   30 Jolyon PALMER ING Renault 1:33.381 +2.120 26
12   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes 1:33.394 +2.133 20
13   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda 1:33.673 +2.412 15
14   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:33.818 +2.557 16
15   10 Pierre GASLY FRA Toro Rosso Renault 1:34.043 +2.782 22
16   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault 1:34.104 +2.843 19
17   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari 1:34.118 +2.857 18
18   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari 1:34.343 +3.082 17
19   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari 1:35.246 +3.985 29
20   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:35.697 +4.436 27
          Tempo 107% 1:37.649 +6.388  
                 
Recorde Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:31.261 29/09/2017  
Melhor volta Juan Pablo MONTOYA COL Williams BMW 1:34.223 21/03/2004  


TORO ROSSO DEMOROU DEMAIS

REBAIXAMENTO SEGUIDO DE AFASTAMENTO DE KVYAT É TUDO, MENOS INJUSTO