Ainda na espera, Russell jura lealdade: “Não sei onde, mas terei motor Mercedes em 2022”

Se vai ou não ocupar a vaga de Valtteri Bottas na Mercedes no ano que vem, George Russell ainda não sabe, mas o inglês garante que não tem tanta urgência assim em dar o próximo passo e, principalmente, que vai seguir com os motores da marca, independentemente do time que defender

O futuro de George Russell é uma das grandes questões no mercado da Fórmula 1 2022. Aos 23 anos, o promissor piloto espera a decisão da Mercedes para saber se vai ser o companheiro de Lewis Hamilton no ano que vem, mas, acima de tudo, garante que segue leal à marca, independentemente do time que defenda.

Assim, Russell esfria qualquer tipo de rumor que pudesse envolver seu nome em, por exemplo, AlphaTauri ou Alfa Romeo, que são equipes que podem mexer na escalação na próxima temporada. Agora, George deixa claro: é Mercedes ou Williams.

“Terei um motor Mercedes atrás de mim no ano que vem, não importa o que aconteça. Sou um piloto da Mercedes e sou leal à Mercedes”, garantiu à emissora britânica Sky Sports.

George Russell e Valtteri Bottas disputam a vaga na Mercedes (Foto: AFP)

Ao mesmo tempo, porém, o campeão da Fórmula 2 2018 também não deixou passar a oportunidade para passar um recado de que não, não pretende perder mais muito tempo brigando no fundo do grid com a Williams.

“Trabalhei muito para chegar à Fórmula 1 e não trabalhei muito apenas para lutar pelo 15º lugar”, disse.

Fato é que Russell parece mais perto do que nunca de virar companheiro de Hamilton, assumindo a vaga de Valtteri Bottas. Para o ex-piloto e hoje analista da Sky Sports, Martin Brundle, é possível, inclusive, que o jovem já seja confirmado na próxima semana, durante o GP da Inglaterra, oportunidade perfeita para confirmar uma dupla 100% inglesa.

“Você questiona se Bottas é o cara certo para vencer o Mundial de Pilotos quando Lewis, inevitavelmente, se aposentar em dois, três, quatro anos. Não é. Silverstone parece o local apropriado para esse anúncio”, comentou.

LEIA TAMBÉM
+Mercedes cita atualização para ‘fazer frente’ à Red Bull na Inglaterra
+McLaren já tem necessário para enfrentar Mercedes e Red Bull: Norris

George Russell liderou o maior número de voltas do GP de Sakhir de 2020 com a Mercedes (Foto: Mercedes)

De fato, a possibilidade existe, especialmente por Hamilton ter renovado o contrato bem mais cedo do que em 2020, antecipando o anúncio da assinatura para o GP da Áustria. Em Silverstone, poderia ver a confirmação do segundo nome da dupla.

Há, porém, ainda um pouco de incerteza no ar. Por mais que Russell seja, de fato, muito favorito à vaga e que o GRANDE PRÊMIO tenha revelado que Bottas já conversa com a Alfa Romeo, já o era em 2020, quando a Mercedes optou por mais um ano com o finlandês. George precisa, assim, manter a calma e confiança de que a hora dele vai chegar.

“Quanto tempo vou esperar pela Mercedes? Estou em constante comunicação com eles. Eles cuidaram de mim e estão no controle do meu destino, onde quer que seja. Eles sempre disseram: ‘Se você fizer o trabalho , você será recompensado’. Simples assim”, completou.

Campeão da F2 em 2018 e destaque no GP do Sakhir de 2020, quando substituiu Hamilton, diagnosticado com Covid-19, Russell ainda tenta o primeiro ponto com a Williams. O inglês é 17º na temporada 2021.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar