Alonso vê sexta-feira quase perdida em Suzuka por conta de chuva: “Não dava para fazer nada”

Fernando Alonso não teve muito o que fazer na pista ou a falar depois dos dois treinos livres para o GP do Japão na sexta-feira (6). Por conta da chuva forte enquanto classificação e corrida devem acontecer em pista seca, Alonso pouco fez no dia

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Por conta da chuva torrencial e da pista consequentemente encharcada, esta sexta-feira (6) foi um dia um tanto perdido com relação à compreensão dos carros em Suzuka. De acordo com Fernando Alonso, não fazia muito sentido passar tempo demais na pista já que o GP do Japão acontecerá em traçado seco.

 
Alonso destacou que tentou adiantar o programa do dia durante o primeiro treino livre, mas mesmo assim não deu para fazer muito: terminou com 19 voltas e o 12º lugar, quando nem marcou tempo no TL2. A chuva se fortaleceu e interrompeu a sessão – que já havia sido parada por conta de uma batida de Carlos Sainz. Depois disso, não fazia sentido arriscar. Como Alonso lembra, a previsão do tempo dá certeza de corrida em pista seca e aponta que o treino classificatório acontecerá nestas mesmas condições. 
 
"Tentamos dar o máximo de voltas no primeiro treino livre para testar algumas coisas no carro. No TL2, chovia demais, não dava para fazer grande coisa. Vamos ver como será o sábado", declarou. "A corrida será com certeza em pista seca – a expectativa é que a classificação também -, mas temos que esperar para ver", falou em entrevista à rede de TV espanhola Movistar+.
Fernando Alonso (Foto: McLaren)
"Chovia demais. Quando avisaram que o treino tinha voltado nós estávamos aqui conversando ainda. Depois fomos para a pista e não estava tão ruim, mas não tinha motivo para andar muito na água já que, como eu disse, a corrida será com certeza em pista seca e provavelmente a classificação também. Não tinha muita razão para apostar", seguiu.
 
O que o bicampeão ainda falou foi que Suzuka se encaixa em algumas características favoráveis à McLaren. Após um crescimento recente, é bom indício. "O carro se comportava bem, é um circuito que exige muito da parte forte do carro, as curvas rápidas, no primeiro setor. Guiar aqui é sempre especial por conta das forças G e da aderência. É bonito", encerrou.
HÁ ESPERANÇA?

MESMO COM RESULTADO RUIM, VETTEL GANHA FORÇA NA MALÁSIA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube