Após treinos, Red Bull oficializa protesto junto à FIA contra DAS da Mercedes

A equipe taurina questiona a legalidade do dispositivo da rival, afirmando ferir o regulamento técnico por ajustar a suspensão com o carro em movimento

O primeiro dia da temporada 2020 da Fórmula 1 começou agitado e antes fosse apenas pelos dois treinos livres realizados na Áustria. Nesta sexta-feira (3), após as atividades, a Red Bull oficializou um protesto junto à FIA [Federação Internacional de Automobilismo] contra o DAS, sistema de direção de eixo-duplo da Mercedes.

A equipe alemã voltou a apresentar polêmico dispositivo durante os ensaios no Red Bull Ring. Tanto Valtteri Bottas quanto Lewis Hamilton acionaram o Dual Axis Steering [Direção de Eixo Duplo, em tradição livre], que permite mudanças na configuração do volante e cambagem do carro.

A novidade já havia sido vista anteriormente, nos testes coletivos em Barcenola, no começo do ano. Já na época, Christian Horner havia expressado seu descontentamento. Na Áustria, nesse final de semana, voltou a falar do assunto, dizendo que iria “pedir esclarecimentos” à FIA.

O protesto da Red Bull (Foto: Reprodução)

Dito e feito. No protesto, a equipe taurina questiona a legalidade do DAS, apontando ser um dispositivo de aerodinâmica móvel, promovendo um ajuste da suspensão enquanto o carro está em movimento. Portanto, fere o regulamento da categoria [artigos 3.8 e 10.2.3 das regras técnicas].

Na época primeira aparição do sistema, Toto Wolff, chefe da Mercedes, afirmou que trabalhou de perto com a FIA para não cair em nenhuma armadilha legal. A entidade já barrou o uso em 2021, mas deu bandeira verde para a temporada 2020.

O chefão do time alemão ainda deu indícios dos melhores momentos de acionar o DAS. Em breve explicação, apontou que “durante a volta de aquecimento, ou em uma volta atrás do safety-car”.

GRANDE PRÊMIO transmite em tempo real todas as atividades do fim de semana do GP da Áustria de F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube