Bottas fica sem explicações para queda de ritmo em Portugal: “Não pude ser mais rápido”

Valtteri Bottas bem que tentou superar Lewis Hamilon, mas foi superado pelo companheiro no início da prova, não encontrou bom ritmo e terminou o GP de Portugal na mesma posição que largou. No fim, sobraram lamentações

Valtteri Bottas bem que tentou, mas não conseguiu evitar a vitória 92 de Lewis Hamilton na Fórmula 1. Largando em segundo, o finlandês assumiu a liderança nas primeiras voltas, mas depois foi superado pelo companheiro de equipe na volta 20 e terminou o GP de Portugal na mesma posição que partiu.

Antes de subir ao pódio em Portimão, Bottas comentou a agitada corrida que teve leve chuva no início, problemas de aderência para todos os pilotos e pneus trabalhando no limite. O finlandês lamentou a falta de ritmo ao longo da prova.

“A primeira volta foi muito boa. Teve um pouco de garoa, o que tornou tudo complicado, e alguns carros atrás com pneus macios levaram vantagem, mas fiquei bem satisfeito por ter conseguido a liderança”, afirmou.

+Do Canadá/2007 a Eifel/2020: como Hamilton alcançou Schumacher em número de vitórias

+Do McLaren MP4-22 ao Mercedes W11: os carros vencedores de Hamilton na F1

Valtteri Bottas bem que tentou, mas ficou com a segunda colocação em Portimão (Foto: Mercedes)

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

“Mas, para ser sincero, depois disso não tive ritmo hoje e simplesmente não entendo por quê. Claro, tentei me defender e ele [Hamilton] estava começando a se aproximar, e não havia nada que pudesse fazer. Não pude ser mais rápido”, declarou o piloto da Mercedes.

No fim, Bottas chegou a pedir para colocar pneus macios para as últimas voltas, mas a Mercedes optou pelos compostos mais duros. O piloto analisou a decisão da equipe.

“Esperava ampliar meu primeiro trecho e trocar para os pneus macios no fim, mas não acho que isso faria a diferença”, completou Bottas.

Com o resultado no GP de Portugal, Valteri Bottas segue na vice-liderança do campeonato, mas agora está 77 pontos atrás do líder Lewis Hamilton. Ainda restam cinco etapas para o fim da temporada 2020 da Fórmula 1.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube