Button acha que nem regulamento novo vai tirar força da Mercedes, mas torce por “início de ótimas coisas para F1”

Mesmo com tantas mudanças no regulamento 2017 da F1, Jenson Button afirmou que poucas surpresas devem ser vistas no grid. Para o piloto inglês, mesmo com a alteração significativa na aerodinâmica, a Mercedes ainda deve vir forte no campeonato, mas ele torce que mais equipes possam brigar com o time alemão

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A F1 passará por muitas mudanças em seu regulamento em 2017, mas tem gente que acredita que nada vai mudar quanto a hierarquia do campeonato. E Jenson Button faz parte desse grupo. O inglês entende que, mesmo com todas as diferenças que a temporada vai apresentar, a Mercedes ainda vai apresentar grande força.
 

Entre as principais alterações está no aumento significativo da importância da aerodinâmica, o que deveria favorecer times como a Red Bull. No entanto, o piloto britânico afirmou que a vantagem que a atual equipe campeã tem apresentado é crucial.
 
“Tentar alcançar a Mercedes é um grande pedido para qualquer um. Eles estiveram muito fortes nos últimos três anos, agora ninguém sabe com regulamento tão diferente. Com todas as mudanças que terão, é preciso muita potência, e a Mercedes tem”, disse.
Jenson Button acredita que Mercedes deve continuar forte em 2017 (Foto: McLaren)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Button, que não faz parte do grid desta temporada, afirmou que espera ao menos que todas as novidades tragam mais batalhas para a F1, após um período de três anos de intenso domínio da equipe alemã. “Todos queremos um campeonato positivo para a F1, ter muitos times brigando na frente. Definitivamente precisamos disso após três anos”, explicou.
 

“E com o novo regulamente, é muito bom para o esporte, era o que precisávamos. Esperamos que esse seja o início de ótimas coisas para a categoria no futuro”, completou.
 
Button, que deixou seu posto de piloto no final de 2016 e neste ano assumiu um papel de embaixador da McLaren, admitiu não ter ficado tão envolvido com a equipe durante o inverno. 
 
“Espero que a McLaren tenha dado bons passos adiante. Eu não me envolvi muito com o time, então na verdade não sei sua posição atual”, encerrou.
 
Neste final de semana Jenson Button participa da tradicional Corrida dos Campeões, que acontece em Miami. Entre a lista de inscritos está Sebastian Vettel, Felipe Massa, Pascal Wehrlein e David Coulthard.
OS CAMPEÕES DO DAKAR: LEANDRO TORRES E LOURIVAL ROLDAN CONTAM TUDO SOBRE A CONQUISTA HISTÓRICA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube