Button vê McLaren forte, mas diz que Lotus é equipe a ser batida em Hungria

Jenson Button terminou o dia com o quarto tempo no segundo treino livre desta sexta-feira (27) na Hungria, mas disse que a Lotus será a equipe a ser batida no fim de semana húngaro da F1

Apesar do domínio imposto pela McLaren nesta sexta-feira (27) na Hungria, Jenson Button apontou a Lotus como a equipe mais forte para a etapa magiar deste final de semana. O inglês, que vive uma temporada bastante irregular, foi o segundo no primeiro treino e o quarto a tarde. As duas sessões do dia tiveram Lewis Hamilton na liderança, mas Kimi Raikkonen foi o segundo no treino da tarde em Hungaroring.

"Acho que a Lotus é a equipe mais rápida aqui", disse o britânico. "Acredito que o Kimi (Raikkonen) não tenha conseguido uma volta limpa, mas ele, ainda assim, foi o segundo mais rápido no segundo treino. Se estiver quente no restante do fim de semana, acho que veremos a Lotus à frente, o que também tem acontecido muito neste ano", completou.

Button foi o quarto no segundo treino em Hungaroring (Foto: McLaren)

Sobre o dia de trabalho em Hungaroring, Button afirmou que as mudanças que a equipe inglesa fez no seu carro para a segunda sessão não tiveram o efeito esperado. "À tarde, nós tentamos coisas novas no carro, mas nada disso funcionou como deveria, então acho que vamos voltar ao acerto que usamos pela manhã. " 

"Nós deveríamos estar mais à frente, mas acho que estamos definitivamente fortes aqui. Mas a questão se resume a encontrar um acerto perfeito, que era o que eu tinha no primeiro treino, porque teremos um classificação apertada de novo", disse.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube