“Cabeça fria”: Sainz muda discurso e diz que dorme tranquilo após “algo especial” na Itália

Em um primeiro momento, Carlos Sainz chegou a se dizer decepcionado com o segundo lugar em Monza. Mas foi alterando aos poucos o pensamento

É de se imaginar que pódio na Fórmula 1, para quem não pilota uma Mercedes, Red Bull ou Ferrari, seja automaticamente motivo para celebração e felicidade. Mas Carlos Sainz não se sentiu assim em um primeiro momento, após ser segundo colocado no GP da Itália do último domingo (6).

Logo após a disputa, na qual chegou atrás apenas de Pierre Gasly, em um histórico dia de zebras na categoria (Lance Stroll foi o terceiro), o espanhol se disse “entre o orgulho e a decepção”, já que pensou que havia desperdiçado uma oportunidade de vitória. Mas, depois, o discurso foi alterado para um mais positivo.

“Quando analiso de cabeça fria, vejo que o que fizemos hoje, em uma situação um pouco adversa, me tranquilizo mais e durmo tranquilo. Fizemos algo muito bom e muito especial, e não vou deixar que uma situação de azar, como a bandeira vermelha, ou os quatro décimos (para Gasly), manchem isso”, comentou.

“Posso assegurar que não deixei nenhum décimo de segundo para trás em Monza. Desde a bandeira vermelha pensei que minhas chances de vitória e pódio haviam se esvaído. Não esperava aparecer em segundo. Fiz mais do que eu mesmo esperava, não posso dormir infeliz. Se me escapou a vitória por tão pouco, sei que dei absolutamente tudo. Sem essa bandeira vermelha, a vitória estava ao meu alcance”, seguiu Sainz.

Apesar da vitória perdida, Carlos Sainz comemorou muito o segundo lugar na Itália (Foto: McLaren)

Apesar de afirmar que sua “alma competitiva” não permite a felicidade por completo, Sainz encerrou elogiando o carro da McLaren, “o melhor depois do de [Lewis] Hamilton”, e Gasly, “que encontrou uma oportunidade e soube aproveitá-la”.

“É uma pena (ser segundo), mas cada vez me importa menos e estou mais satisfeito pelo que consegui”, concluiu o futuro piloto da Ferrari.

A Fórmula 1 volta já no próximo final de semana, com o inédito GP da Toscana, em Mugello.

Paddockast #77 | Como amar a moribunda Ferrari em crise?
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube